29 janeiro 2015

Mais papistas que o Papa...

«OCDE diz que Portugal cortou na Saúde o dobro do que negociou com a troika»

As consequências estão à vista de todos.

Flamenco: Este fim-de-semana no Armazém 8

Sábado e Domingo, no Armazém 8, Workshops de Flamenco, para músicos, bailarinos e todos os que gostam de tocar e dançar!
Sábado à noite Espectáculo de Flamenco com Duo El Caminho!

CANTATA DE INVERNO

;
para aquecer a casa
e enxugar
uma encharcada
camisola de lã

acendo o lume
logo pela manhã

o frio é tanto
que congela
as próprias
labaredas

e c´oa breca
:
nem a congelada casa
aquece

nem o raio
da camisola
de lã seca


Platero
(h)ortografias

Universidade de Évora distingue Lídia Jorge com Prémio Vergílio Ferreira

O Prémio Vergílio Ferreira 2015 foi atribuído à escritora Lídia Jorge. Este galardão incide sobre o conjunto da obra de um autor que se tenha distinguido nos domínios da ficção ou do ensaio.

Ficou escrito em ata que “o júri decidiu atribuir o Prémio à escritora Lídia Jorge, autora de O Dia dos Prodígios, e à obra, que até hoje a continuou, dedicada desde então a uma revitalização realista e onírica da vida e da sociedade portuguesa pós-25 de Abril, numa rara convergência entre a singularidade do tempo que é ainda o nosso e a sua vocação de universalidade.”

O júri do Prémio que pretende homenagear o escritor de Aparição é composto este ano pelos Professores António Sáez Delgado (Presidente), Eduardo Lourenço, António Cândido Franco e o diretor do Departamento de Linguística e Literaturas da UE.

Lídia Jorge nasceu em Boliqueime (Algarve), em 1946. Licenciada em Filologia Românica, dedicou-se depois ao ensino. Desde a publicação do seu primeiro romance, O Dia dos Prodígios (1980), Lídia Jorge impôs-se na literatura portuguesa como um dos principais nomes surgidos no pós-25 de Abril, pertencendo a uma geração que vivenciou o período revolucionário e que o problematizou nas suas obras. Além de romancista, Lídia Jorge é também contista e autora de uma peça de teatro (A Maçon, 1997).

A entrega do Prémio realiza-se este ano a 05 de março, na Sala dos Atos da Universidade de Évora, no Colégio do Espírito Santo.

Instituído pela Universidade de Évora em 1997, o prémio Vergílio Ferreira foi atribuído pela primeira vez a Maria Velho da Costa, a que se seguiram, entre outros, Mia Couto, Almeida Faria, Eduardo Lourenço, Agustina Bessa Luís, Vasco Graça Moura, Mário Cláudio, Luísa Dacosta, José Gil e Hélia Correia.

28 janeiro 2015

DÍVIDAS...

Cartoon, por Luís Afonso

CLASSIFICAÇÃO

a experiência dos anos
vai legitimando
a diferença visível
entre alentejanos

e bardalentejanos


Platero
(h)ortografias

27 janeiro 2015

WorkShop de Flamenco
Armazém 8 | 31 Janeiro e 1 Fevereiro

ÁFRICA


todos somos filhos de África

haja o que houver
seja o que for
o futuro é COR
e MULHER

Platero
(h)ortografias

Que pretende o governo fazer com a documentação dos monumentos nacionais?

Salvaguardemos a memória histórica da cidade de Évora, Património da Humanidade


A suspensão do Sistema de Informação para o Património Arquitectónico (www.monumentos.pt) durante quase duas semanas, sem que qualquer esclarecimento público tenha sido dado pela entidade gestora, não pode deixar de suscitar a preocupação de todos os que se interessam pela salvaguarda da memória histórica e do património.

O SIPA é uma herança deixada pela Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais (DGEMN), constituindo uma vasta base de dados que torna acessível ao estudo e à gestão do património cultural português, em qualquer parte do mundo, um importante acervo documental reunido por aquele que foi um dos serviços mais antigos da Administração Pública.

A extinção da DGEMN em 2007 levou à transferência de todo o seu espólio sediado no Forte de Sacavém, bem como do SIPA, para a tutela do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) – entidade sem vocação para a gestão do património histórico, denotando a indiferença dos responsáveis políticos para com o objecto de actividade daquela instituição quase secular.

O seu valioso arquivo histórico, considerado o maior e mais importante arquivo de património arquitectónico e urbanístico do país, reúne igualmente o acervo material e documental da antiga Direcção Regional de Edifícios e Monumentos do Sul – organismo fundamental na preservação da face visível do Centro Histórico de Évora durante uma parte importante do século XX.

Mais de sete anos depois da extinção da DGEMN persiste uma perigosa indefinição quanto ao destino que o Estado irá dar a este importante património de conhecimento. Pese embora o esforço do IHRU em assegurar a manutenção das instalações do Forte de Sacavém sabe-se das dificuldades crescentes em aceder à documentação arquivística ali reunida, de consulta essencial ao desenvolvimento de muitos projectos de intervenção patrimonial, seja devido a falta de meios humanos ou porque a sua disponibilização, mesmo para uso de outros serviços públicos, começa a implicar custos incomportáveis para as entidades envolvidas.

Também o funcionamento do sítio web do SIPA e o seu encerramento durante a primeira metade do mês de janeiro motivam uma necessária interrogação – ainda para mais sendo conhecida desde 2012 a vontade do IHRU em transferir a sua gestão para outra tutela – o que até agora não obteve resposta da parte do governo.

Importa por isso alertar a opinião pública para a necessidade de salvaguardar a protecção e o acesso público a este acervo único, propriedade do Estado Português, que há tantos anos aguarda uma solução adequada e definitiva. E se o governo não souber o que fazer com ele, que o transfira para as Regiões onde faz muita falta. O Centro Histórico de Évora agradece!

Mais informação em: MOVIMENTO DE DEFESA DO CENTRO HISTÓRICO NO FACEBOOK

26 janeiro 2015

Reunião CME | 21 de janeiro:
Évora discorda da atualização do tarifário pelas Águas do Centro Alentejo

A Câmara Municipal de Évora manifestou-se contra o aumento do tarifário para abastecimento de água em alta e do saneamento para 2015 imposto pela empresa Águas do Centro Alentejo (AdCA) à população do concelho.

Os atuais preços praticados em alta, aos quais acrescem necessariamente todos os encargos com distribuição em baixa e manutenção das redes, com toda a legislação a apontar para fazer repercutir todos os custos no consumidor final, levam a situações absolutamente incomportáveis para muitas famílias. O valor da atualização é ainda superior à variação do índice de preços no consumidor (IPC).

O Executivo municipal tomou conhecimento do ofício da Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) a comunicar a retenção de 10% das transferências do Orçamento de Estado, com exceção do Fundo Social Municipal, até ao montante de 146. 075,00 euros, com início em janeiro de 2015. Esta decisão governamental resulta dos incumprimentos na redução dos pagamentos em atraso nos anos de 2012 e 2013. A Câmara solicitou a suspensão da aplicação da retenção prevista ou, no mínimo, a redução do valor, repartida por mais meses, mas a DGAL informou que as alegações camarárias não tinham enquadramento legal.

O Vereador Eduardo Luciano deu conhecimento da assinatura do protocolo entre o consórcio ClimAdaPT.Local e a Câmara. Este visa o desenvolvimento e a incorporação da adaptação às alterações climáticas ao nível local/municipal através da elaboração de Estratégia Municipal, da participação de dois técnicos da autarquia num programa formativo e da participação da Câmara no processo conducente à criação da Rede de Municípios de Adaptação Local às Alterações Climáticas. Refira-se que o programa AdaPT está orientado para o desenvolvimento de projetos de adaptação às referidas alterações em Portugal, sendo o consórcio composto por mais de uma dezena de entidades, entre elas universidades e autarquias locais.

As tolerâncias de ponto para 2015, aprovadas com três abstenções (PSD e PS), são as seguintes: segunda e quarta-feira de Carnaval (16 e 18 de fevereiro) com 50% do pessoal em cada dia, para garantir o funcionamento dos serviços; terça-feira de Carnaval (17 de fevereiro) e segunda-feira de Páscoa (6 de abril) todo o pessoal; Dia de S. João (24 de junho) e Quinta-Feira da Ascensão (14 de maio) com 50% do pessoal em cada dia; e dia 24 e 31 de dezembro todo o pessoal. Será também concedido o dia de aniversário do trabalhador e as tolerâncias decretadas pela Administração Central.

Foi aprovada por unanimidade a assinatura do Acordo de Colaboração para a Educação Pré-Escolar, a celebrar com a Direção de Serviços da DGEstE e o Centro Distrital de Évora do Instituto de Segurança Social, que anualmente regula a participação da Câmara no programa que gere os estabelecimentos do Pré-Escolar da Rede Pública do Concelho, nomeadamente os apoios às crianças e suas famílias.

A Vice- Presidente, Élia Mira, deu conhecimento do relatório do balanço anual das Intervenções realizadas no ano letivo de 2013/14 nas escolas e jardins-de-infância da responsabilidade municipal. Estão contabilizadas apenas as intervenções executadas por administração direta e as aquisições complementares de prestação de serviços e materiais necessários à concretização das mesmas. Foram concretizadas 480 intervenções, sendo o investimento total de 200.019,74 euros.

No Período Antes da Ordem do Dia, a Vice-Presidente informou que a Câmara de Évora foi distinguida como Cidade Amiga da Juventude 2014 pela Casa da Juventude de Guimarães e o Presidente do Município, Carlos Pinto de Sá, explicou que, no âmbito da criação pelo Governo do Fundo de Apoio Municipal, a autarquia eborense não está obrigada a recorrer a este plano. Évora tem de apresentar nos próximos três meses uma proposta de saneamento financeiro, estando o Executivo a preparar uma proposta que melhor defenda os interesses municipais, nomeadamente que respeite a autonomia do Poder Local.

(Informação CME)

MOÇAMBICANÊS

no sul de MOÇAMBIQUE utilizava-se a expressão SAGUATE
para designar a portuguesa GORGETA

- o que escorria para além do pagamento do serviço

os MILHÕES, que essa quadrilha do BPN/BPP/BES conseguiu sacar, bem podia ser tomada à conta de

SAGUATE

Platero
(h)ortografias

25 janeiro 2015

A Grécia mostrou-nos que é possível...

A Grécia conseguiu livrar-se dos turcos.
A Grécia conseguiu livrar-se dos nazis fascistas alemães.
A Grécia conseguiu livrar-se da ditadura dos coronéis.
A Grécia conseguiu livrar-se da monarquia.
Hoje, a Grécia conseguiu livrar-se da canalha que, em 40 anos, a conduziu à falência.
Hoje, a Grécia mostrou-nos o que é a democracia.

Não sabemos ainda onde é que isto vai parar.
Mas, identificar os corruptos e os gatunos, recusá-los, e procurar uma alternativa patriótica, é um grande passo em frente.

É isto a Democracia.
É isto que os Islandeses fizeram.
Entretanto, os portugueses continuam à espera de um "salvador", provavelmente um beato, aldrabão e fascista.

Bem hajam os gregos, na origem e no horizonte do nosso caminho.

(quando é que a Alemanha paga aos gregos o dinheiro e o juro do empréstimo que a Grécia lhe concedeu, como ajuda, no fim da 2.ª guerra mundial?)
25 JANEIRO, 2015 20:08

Peoples of Europe rise up!...

"Bela Ciao", canção de resistência italiana, aquece a festa no local onde estão reunidos os apoiantes do Syriza, que está à beira da maioria absoluta.

Gregos dão vitória ao Syriza

Sondagem:
1. SYRIZA (esquerda):35,5% a 39,5%
2. Nova Democracia (conservadores): 23 a 27 %
3. Aurora Dourada (neo-nazi):6,4 a 8%
4. POTAMI (centro esquerda): 6,4 a 8%
5. KKE (comunistas): 4,7 a 5,7%
6. PASOK (socialistas): 4,2 a 5,2%

Resultados das últimas eleições legislativas gregas, em 2012:
- Nova Democracia: 29,7%
- SYRIZA: 26,9%
- PASOK: 12,3%
- Gregos Independentes: 7,5%
- Aurora Dourada: 6,9%
- KKE: 4,5%

PROSTITUTA

mulher da vida

ávida de vida
- ela duvida

entre ser
da vida

ou de dar
vida

Platero
(h)ortografias

24 janeiro 2015

"First we take Manhattan, then we take Berlin"


Música de Leonard Cohen foi um dos momentos altos do comício final do Syriza em Atenas, numa mensagem contra a política de austeridade imposta pelo FMI e pela União Europeia.

P T (PARA TODOS) OU SÓ PARA MEIA-DÚZIA?

eu não te disse ALICE
com tanta vigarice
tanto meter aos bolsos
tantos arranjinhos
tanta garganeirice

a pobre da PT
- eu não te disse ALICE -
só podia dar

chatice

chatice para alguns
- para outros deu

ALTICE

Platero
(h)ortografias

23 janeiro 2015

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 24 Janeiro 2015, pelas 11:30


Duarte Guerreiro
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

Os ricos com médico privado...
Os pobres privados de médico

RESPOSTA A GOULART

hora de vigília às 4 da manhã

- curto circuito no candeeiro
de mesinha de cabeceira

fundiu-lhe a lâmpada
e a mim
o sono


Platero
(h)ortografias

Solução do Governo para a falta de macas nas urgências?!...

22 janeiro 2015

História com Pés e Cabeça no Teatro Garcia Resende
24 Janeiro às 21:30h | 25 Janeiro às 16h

HISTÓRIA COM PÉS E CABEÇA de Manuel António Pina, cujo texto de forte densidade poética, percorre um caminho entre o Universo ilimitado da imaginação e a liberdade de sonhar

Coitadinhos dos islandeses
E, agora, como vão sobreviver?...

Eles não brincam em serviço!...

... Mesmo que, chegados ao fim da missão, tenham ficado pelo caminho milhares de cadáveres. Até porque as Médis deste país saberão agradecer o empenho e a disponibilidade manifestada.

Ou como, a propósito da notícia, diz Rui Zink:

NÃO SEI PORQUÊ, ISTO LEMBRA-ME AQUELE POEMA
Primeiro vieram privatizar as escolas.
Eu não era escola, não liguei.
Depois vieram privatizar a EDP.
Eu não era EDP, não liguei.
Depois vieram privatizar a PT.
Eu não ligava muito, não liguei.
Depois vieram privatizar a TAP.
Eu não era passageiro, não liguei.
Depois vieram privatizar os hospitais.
Eu não estava doente, não liguei.
Agora vêm privatizar as urgências.
Eu até nem conto ir lá, se Deus quiser.
Um dia virão talvez dizer que deixei de ser cidadão, venderam-me a uma empresa especializada em reaproveitamento de órgãos defeituosos para experiências científicas. Mas quem, chegado esse dia. Quem?

ERRO MÉDICO

tarde quando deram pelo erro
:
operaram-no à visícula
quando
o de que ele sofria mesmo
era
da vesícula

nada havia a fazer

Platero
(h)ortografias

Armazém 8: O Cante e o Flamenco!

Nos próximos dois sábados destaque ao Património Imaterial da Península Ibérica.

24 Janeiro
31 Janeiro
31 Janeiro/1 Fevereiro

21 janeiro 2015

A carga fiscal explicada com legos, ou...
como o deputado Paulo Sá desmonta a falácia da suposta diminuição de impostos


Um sistema de saúde agarrado com arames...

O estado da saúde...

P´RA PULAR

é meu desgosto profundo
com princípio meio e fim
:
nem eu endireito o mundo
nem ele me endireita a mim

Platero
(h)ortografias

20 janeiro 2015

Informação de trânsito: corte na Rua Serpa Pinto, amanhã dia 21, a partir das 8:30

UTRACK

desde Merkel a Barack
de Putin a Fidel Castro
não há cu que não dê traque
não há festa sem repasto

nem panela de pressão
que não tenha carrapeta
todo o gás da digestão
ou se liberta ou rebenta

Platero
(h)ortografias

19 janeiro 2015

Estafeta dos Contos das PALAVRAS ANDARILHAS
é neste país! | 20 Janeiro 2015, pelas 18:30

Amanhã a É Neste País recebe a estafeta de contos das Palavras Andarilhas. Por cá passam os contos pelas vozes de Rui Melgão que nos entrega o testemunho e da Bru Junça que o recebe, para depois fazer chegar a Montoito.
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

Doentes a morrer abandonados num banco de urgência, ou o estado a que chegou a saúde em Portugal


(BARTOON, Luís Afonso, 19 Janeiro 2015)

Para quem tem dúvidas, sobre a responsabilidade das políticas de austeridade deste governo nas mortes que estão a suceder nas urgências dos Hospitais públicos, deixo estas declarações de João Carlos Silveira, filho de uma das vítimas:

“Peço desculpa pelo que vou dizer mas ESTOU MUITO REVOLTADO!

A minha mãe acaba de falecer há uma hora e meia, no Hospital Garcia d'Orta e, depois de ter dado entrada cerca das 11:00 horas da manhã, só foi vista cerca das 20:15 horas, depois de inclusive eu ter participado de um Médico, para mim indigno da profissão que diz que professa e, depois de muitas outras peripécias na Urgência deste Hospital!

Independentemente de todas as queixas que possa ter, de muitos "profissionais" que trabalham nesta Urgência, o culpado maior da morte da minha mãe é filho da outra senhora, que dá pelo nome de Pedro Passos Coelho e o gang dos seus lacaios!

Eu hoje vi de tudo naquela urgência... A título de exemplo, à hora de almoço, as Voluntárias que davam sopa aos doentes em espera a certo ponto deixaram de dar, inclusive à minha mãe, porque já não tinham mais tijelas de plástico para servir sopa... Portanto, quando se acabaram as tijelas, acabou-se a sopa...

Independentemente de todas as queixas que possa ter, de muitos "profissionais" que trabalham nesta Urgência, a verdade é que são muito poucos para atenderem tanto doente... O Serviço de Saúde está uma miséria e, o nosso querido filho daquela senhora Coelho, cada vez vive melhor!

Não há profissionais suficientes, não há material suficiente, não há camas suficientes, não há macas suficientes (um dos Bombeiros que levou a minha mãe esta manhã, ao chegar e ao mudar a minha mãe da maca da ambulância para outra maca, confessa-me que a outra maca também é dos Bombeiros de Cacilhas, que já lá tem algumas há vários meses, pois o HGO não tem macas suficientes...)

Como é possível que um conhecido que trabalha no HGO, cerca das 22:00 horas ao tentar saber no sistema informático como estava o processo da minha mãe, tenha dado com a informação que a minha mãe tinha tido alta à revelia do parecer do Médico, por vontade própria, com ela deitada numa maca, nos corredores da Urgência ligada ao oxigénio????

Como é possível que cerca das 00:00 horas, ao voltar para junto da maca, vindo da Sala de Espera (de estar a falar com o meu sobrinho) tenha dado com ela com dificuldades respiratórias e, a senhora do lado me ter dito que já tinha chamada a atenção das Enfermeiras para isso e, que uma tinha ido lá abrir mais a pressão do Oxigénio, eu olho para o Manómetro da Botija e, o mesmo estava a ZEROS e ninguém via que a botija já não tinha oxigénio nenhum!!!

Estou revoltado, por tudo aquilo que passei, assisti e vivi hoje no HGO!!!

Como á possível que, a Médica que atendia a minha mãe, cerca da meia noite, à 1:30 horas da manhã me dissesse:

- Olhe, a sua mãe não está bem para ir para casa mas, também não a posso internar, pois não tenho camas disponíveis... Assim, vai ter que ir ficando por aqui...

Isto não é possível a não ser num país de terceiro Mundo, ou num país governado por verdadeiros gatunos, que não têm compaixão por quem está a sofrer, por quem tem (fazia dia 10 de Fevereiro) 90 anos, por quem precisa de ser atendido quando chega ao Hospital, por isso vai a uma Urgência, e não mais de 8 horas depois...

É UMA VERGONHA!”

A queda dos rendimentos do trabalho


(DN, 19 Janeiro 2015)
Desde 2011, os salários caíram 22,1% no Estado e 11,6% no privado. E ainda há quem diga que o país está melhor…

ALENTEJANICE

como o grão ganha gorgulho
e o pão de trigo bolor
do ALENTEJO me orgulho
seja lá adonde for

o capote em que me embrulho
com que à noite me agasalho
dá-me o Alentejo orgulho
só não me dá é trabalho

restamos poucos - e antigos
já muito pouco valemos
por este andar meus amigos
não tarda nem poucos "semos"

Platero
(h)ortografias

18 janeiro 2015

As notícias de mortes nas urgências, vão-se repetindo...

Já criámos tanta coisa, mas ainda falta...

A QUEM ME LÊ

não minto
- esta breve explicação VOS devo
:
mais do que escrever
aquilo que sinto

sinto
aquilo que escrevo

Platero
(h)ortografias

17 janeiro 2015

Alteração de trânsito na Tapada do Ramalho | Avenida Batalha do Salado

Ontem (16/01) sendo morador da avenida acima referida, deparei-me de manhã com a colocação, por parte da CME de sinais de trânsito, de formato redondo, porém tapados. Tive recentemente a informação de que brevemente haverá uma alteração de trânsito no bairro/zona referido mais propriamente no eixo principal, a Avenida.

A alteração de trânsito estará em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 19/01

A seguinte alteração será implementada no horário das 20h às 07h.

Na Avenida Batalha do Salado a ligação norte-sul será interdita estando apenas permitido a circulação numa via, apenas sul-norte.

Esta alteração de trânsito será de tempo permanente.

Mais informações creio que serão em breve dadas oficialmente pela CME.

Diogo Batista
(recebido por e-mail)

P´RA PULAR

porque o MUNDO é uma bola
os homens ainda putos
bibe de chita e sacola
querem logo andar aos chutos

Platero
(h)ortografias

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 17 Janeiro 2015, pelas 11:30


Trulé
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

Armazém 8: adiado espectáculo Ciro Cruz Quarteto

Lamentavelmente, este sábado não vamos ter CIRO CRUZ QUARTETO, o espectáculo que estava programado, pois o Ciro foi hospitalizado esta noite. O espectáculo será remarcado para uma outra data.

“CAMINO DEL PARAÍSO” pelo TEATRO GUIRIGAI
Teatro Garcia de Resende, 17 Janeiro, às 21h30

O frade Panurgo anuncia a sua chegada para cozinhar a famosa Caldeirada do Peregrino. Pede favores, carnes e bom vinho em troca de conseguir um lugar no Paraíso.
Depois dele vem o sacamuelas Monipodio, com as suas canções satíricas, poções milagrosas, instrumentos cirúrgicos e vários segredos para aliviar dores, endireitar ossos e cuidar dos crânios.
Une-se à alegre sarabanda Inés de Los Vivos, perfumista e Mestra em óleos, tinturas e cremes.
Competem entre si: burlas, jogos, seduções, alianças, escaramuças, exorcismos, fábulas e versos. O seu objectivo é cozinhar a Caldeirada mais saborosa. Para prová-la organizaram uma rifa à maneira italiana: A Lotaria da Caldeirada, onde participarão todos os espectadores.

Texto e direcção: Agustín Iglesias
Interpretação: Agustín Iglesias Novillo, Raúl Rodriguez e Elisa Espinosa

M/12 anos
Duração: 70 min.

16 janeiro 2015

LIBERALISMO E LIBERDADE

liberal liberal é o pardal

voa sem brevet
nem qualquer licença aeroespacial

não usa passaporte
- voa de Norte a Sul
de SUL a Norte

sem escala
sem check-in
sem controlo de bagagens
sem nada que amofine

não carece
de cédula pessoal
nem cartão visa

pardal precisa apenas
de asas
e vontade de voar

não paga IMI

- sua morada
é ramos de árvores e espaço

por isso não há stress
que amedronte este madraço

pardal não tem
problemas de saúde

nem física
nem mental

dispensa bem
a bonomia

da Segurança Social

Platero
(h)ortografias

Ciro Cruz Quarteto, Sábado, às 22:00h, no Armazém 8!

Um Quarteto formado por músicos que fazem parte de bandas Britânicas, Brasileiras, Americanas, que juntam as suas experiências para criar um projecto único para Portugal, país onde residem quando não estão em tournée.
Um espetáculo imperdível, uma experiência musical única!

Mais informação em: http://armazem8.associarte.pt/

15 janeiro 2015

RETÁBULO DE MESTRE PEDRO E DOM QUIXOTE

ÚLTIMAS REPRESENTAÇÕES
Janeiro 2015
dias 16 e 17 às 22h
dia 18 às 16h


A derradeira oportunidade de rever um clássico da nossa produção teatral, realizada em parceria com o Teatro la Estrella de Valência, estreado em Junho de 2011 e que apresentou muitas dezenas de espectáculos em Portugal e Espanha, culmina agora o seu percurso com três representações para o público da nossa cidade na Sala Estúdio do Imaginário.

Celebração dos 500 anos do Palácio de D. Manuel

O Palácio de D. Manuel celebra este ano cinco séculos e a Câmara Municipal de Évora pretende assinalar esta efeméride ao longo de 2015. A celebração dos 500 anos do Palácio de D. Manuel servirá de tema para o Carnaval das Escolas em fevereiro, assim como tema para a Feira de S. João, em junho.

Outros eventos serão ainda subordinados ao tema, como a representação de textos de Gil Vicente, dramaturgo com ligação a Évora e ao Palácio, onde foram representadas algumas das suas peças, e novembro será promovido um congresso na Universidade de Évora intitulado “Palácios e Dinâmicas Urbanas: centros de poder e de conhecimento na Europa”.

(informação CME)

DEFINIÇÃO

costura entre o peito e o pescoço
:
ALTA -COSTURA

Platero
(h)ortografias

14 janeiro 2015

Avisem o Macedo!...

Morto nas urgências de Almada. Esta é já a quinta morte verificada nas urgências dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, em três semanas, por alegada falta de atendimento.

Avisem o Macedo que já falta pouco para haver mais mortes nas urgências dos hospitais que no ataque ao Charlie Hebdo.

Câmara assina contratos com as freguesias para realização de trabalho em 2015

A Câmara Municipal de Évora irá proceder à assinatura de Contratos Interadministrativos e Acordos de Execução com as freguesias urbanas e rurais do Concelho, hoje, dia 14 de janeiro, a partir das 18 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Estes contratos, que resultam da nova legislação, servem para estabelecer as relações de parceria entre o Município e as Freguesias ao longo de cada ano, definindo as competências de cada entidade e a forma como irão trabalhar em conjunto, tendo como objetivo final o reforço da qualidade dos serviços prestados à população.

(informação CME)

OCIDENTALIZAÇÃO

um dos primeiros sinais de ocidentalização do mundo muçulmano
é quando, diz a lenda, Maomé Profeta sobe ao Paraíso montando não uma CAMELA mas uma ÉGUA.

por acidente linguístico, a profética montada chamava-se BURAK

Platero
(h)ortografias

13 janeiro 2015

Liberdade de expressão

Retirado de "HenriCartoon".

MANIF CONTRA O MEDO

olham para cima

não para cumprimentar
quem os espreita das janelas

antes com receio
do que possa
"chover" delas

Platero
(h)ortografias

12 janeiro 2015

PCP questiona Governo sobre demoras nas Urgências do Hospital de Évora

João Oliveira, líder do grupo parlamentar do PCP apresentou dia 8 de Janeiro um requerimento na Assembleia da República questionando o Ministério da Saúde sobre a demora no atendimento de utentes nas urgências do Hospital do Espírito Santo, em Évora.

 O requerimento refere, nomeadamente, que “têm sido noticiadas nas últimas semanas várias situações de demora no atendimento de utentes nas urgências de unidades hospitalares. Uma das situações noticiadas foi a do Hospital do Espírito Santo em Évora, onde se registaram nos primeiros dias do ano de 2015 períodos de espera dos utentes de 18 horas até serem atendidos no serviço de urgência.

De acordo com as notícias divulgadas, a situação verificada no Hospital do Espírito Santo teria ocorrido apenas nesses primeiros dias tendo sido entretanto ultrapassada.

A verdade é que essas demoras persistem, tendo chegado ao Grupo Parlamentar do PCP informação de que persistem demoras no atendimento que ultrapassam várias vezes o tempo previsto para o atendimento em função da triagem efectuada”.

No requerimento afirma-se que “o que explica as demoras no atendimento nas urgências não são os “picos de afluência” motivados pela gripe ou outras patologias porque esses são previsíveis e antecipáveis. O problema é outro.

A ruptura que se tem verificado nas urgências dos hospitais – e também nos serviços de urgência integrados na rede de cuidados de saúde primários – é o resultado directo da política de direita na saúde e dos seus cortes orçamentais no SNS, da redução de profissionais de saúde, da imposição da precariedade laboral e da contratação através de empresas de recursos humanos ou de trabalho temporário, da redução de camas nos hospitais públicos.

Não fosse o empenho e disponibilidade dos profissionais de saúde e as consequências das opções e acção do Governo seriam bem pior do que já são”.

No requerimento, o deputado João Oliveira solicita ao Ministério da Saúde, os seguintes esclarecimentos:
  1. Como vai o Governo resolver o problema descrito nas urgências do Hospital do Espírito Santo em Évora? Que medidas vai tomar e em que prazo estará a situação resolvida?
  2. Que avaliação faz o Governo da opção de recorrer à contratação de empresas privadas em vez de garantir a adequada vinculação de médicos e enfermeiros nos hospitais e centros de saúde?
  3. Entende o Governo que eventuais poupanças orçamentais justificam os prejuízos causados aos utentes com as demoras no atendimento ou mesmo a ausência de assistência que se têm verificado?
  4. Como justifica o Governo a repetição destas situações no início de 2015 depois da sua identificação há já mais de um ano?
  5. Que medidas tomou o Governo até hoje para sancionar as empresas que não cumpriram a sua obrigação contratual de colocação de médicos nos serviços de urgência? Que sanções foram impostas, em que termos e qual o ponto da situação relativamente a esse sancionamento?
Évora, 9 de Janeiro de 2015

S A P R Ó F I T A S # P A R A S I T A S

deixe-se de estórias - você conhece umas e outras
quer exemplos? - é só olhar em redor

As saprófitas - também conhecidas na variante masculina saprófitos - são seres vivos sem clorofila que obtêm os seus nutrientes a partir de tecidos, mortos e/ou em decomposição, de plantas ou animais

Platero
(h)ortografias

11 janeiro 2015

Para cortar, todos os pretextos servem...

Palavras sábias

P E S A D E L O

não me tirou o SONO

mas invadiu-me os SONHOS

Platero
(h)ortografias

10 janeiro 2015

Quem cria emprego...

AVISO À NAVEGAÇÃO

tempos maus estes nossos
:
esqueçamos os colares
- cuidemos dos pescoços

Platero
(h)ortografias

Reunião aberta do MDCH
Terça-feira | 13 de Janeiro | 19h00 | União das Freguesias de Évora, Rua do Fragoso n.º 8.

Vai ter lugar no próximo dia 13 de Janeiro, terça-feira, pelas 19h00, no edifício da União das Freguesias de Évora, uma reunião aberta do Movimento de Defesa do Centro Histórico de Évora.

Esta reunião tem como primeiro objectivo mobilizar novos voluntários que estejam disponíveis para colaborar na actividade concreta do MDCH, bem como debater as iniciativas a desenvolver no ano de 2015 com vista a prosseguir a campanha nacional em defesa da isenção do IMI nos Centros Históricos classificados como Património Mundial da Humanidade.

09 janeiro 2015

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 10 de Janeiro de 2015, pelas 11:30


Bru Junça & Cristina Rebocho
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

Câmara de Évora condena atentado em Paris


Esta sexta-feira, pelas 17,30 horas, na Praça do Giraldo

LIBERDADE & liberdades de EXPRESSÃO

as metáforas portuguesas e o CIRCO
- comparar um POLÍTICO de TOPO com um artista de CIRCO pode entrar na categoria de ABUSO de LIBERDADE de EXPRESSÃO?

julgo que depende das duas partes da figura literária
:
do ARTISTA e da FIGURA PÚBLICA

assemelhar um DEPUTADO a PRESTIDIGITADOR de CIRCO será CRIME?

e um MINISTRO a CUSPIDOR DE FOGO ou ENCANTADOR DE SERPENTES
OU DOMESTICADOR DE FERAS?

e o PRIMEIRO MINISTRO a FUNÂMBULO, TRAPEZISTA ou similar?

e o PRESIDENTE DA REPÚBLICA a PALHAÇO?

perguntasse-se a MIGUEL SOUSA TAVARES, ele nos contaria das sevícias a que foi sujeito na esteira da temeridade

fuzilado a golpe de KALASHNIKOV sabemos que não foi, mas de boa memória não terá sido a experiência

e o PRESIDENTE DA REPÚBLICA PORTUGUESA não é nem JESUS CRISTO nem MAOMÉ nem BUDA

Platero
(h)ortografias

À atenção de pais e educadores de crianças, adolescentes e jovens.

O Diretor do centro de respostas em comportamentos aditivos do Alentejo alerta.
Em 2015 vai ser o ano de combate às novas dependências de jogos e da internet. Aponta o Dr. Paulo Jesus que há turmas do 6º ao 12º em que há 2 a 3 alunos viciados em jogos na internet, chegando a estar 10 horas por dia no computador.
A maioria dos pais pouco esclarecidos acham ser preferível tê-los em casa longe dos perigos, não desconfiando que o perigo está em casa.
E isto é preocupante porque as áreas do cérebro afectadas pela dependência química são exactamente as mesmas que são afectadas quando se está perante uma dependência, desde raspadinha, euromilhões até jogos virtuais/on line, e isto é só a ponta do iceberg.
Os jovens tornam-se agressivos quando privados da sua dose diária de jogo, desleixam-se em relação às tarefas mais básicas, conclue estamos criar uma sociedade doente.

António Piteira
(recebido por e-mail)

08 janeiro 2015

Duas Unidades de Saúde Familiar de Évora sem aquecimento

A presidente do Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Médicos, Augusta Portas Pereira, disse hoje que duas unidades de Saúde Familiar (USF) daquela capital de distrito alentejana estão sem aquecimento desde sábado, funcionando em "condições inaceitáveis".

Através de carta enviada ao presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, José Robalo, a presidente do Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Médicos afirma que, desde sábado, "o edifício onde se situam as USF Planície e Eborae não tem qualquer tipo de aquecimento".

"Tendo em conta as baixas temperaturas que se têm verificado no país, fácil será para vossas excelências perceberem as condições inaceitáveis em que se observam os utentes", que são "muitos", e "as condições de trabalho dos profissionais de saúde", pode ler-se na missiva.

A carta de Augusta Portas Pereira foi divulgada, ao final da tarde de hoje, pelo Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos, organismo ao qual foi dado conhecimento do documento.

"Estou em crer que perceberão a dificuldade em observar bebés e crianças na Consulta de Saúde Infantil, mulheres na Consulta da Mulher e idosos na Consulta Aberta", devido à falta de aquecimento no edifício, exemplifica a missiva.

Contactado pela Lusa, o presidente da ARS do Alentejo disse que "não tinha conhecimento prévio" desta situação, da qual foi informado "só hoje".

"Ninguém me tinha transmitido nada, não houve informação do serviço para resolver esse assunto. Só tive conhecimento hoje, quando me enviaram o 'e-mail' com essa informação", frisou.

José Robalo afirmou ainda já ter pedido "ao departamento de Administração Geral da ARS para verificar e perceber o que se está a passar", para que "se possa resolver o problema".

Na carta enviada à ARS, Augusta Portas Pereira realça ainda que esta situação da falta de aquecimento no edifício "é já recorrente, pois, verificou-se também no ano passado".

A presidente do Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Médicos solicita a "rápida resolução" da situação, a qual "põe em causa a qualidade dos serviços de saúde aos utentes".


Notícia AQUI.

Mas que raio de país é este...

Na sua mensagem de ano novo, o Sr. Silva disse-nos que “a economia está a crescer, a competitividade melhorou, o investimento iniciou uma trajetória de recuperação e o desemprego diminuiu”.

Pois bem, hoje mesmo tive conhecimento dessa mesma trajectória de recuperação, através do testemunho directo de um dos novos empregados. A situação que irei relatar passa-se em Évora, mas certamente que é extensível a todo o território Nacional.

Um conhecido empresário da área das novas tecnologias, com várias lojas espalhadas pela nossa cidade, tem ao seu serviço um conjunto de trabalhadores/empregados, aos quais paga (?) um ordenado na ordem dos quinhentos euros. Pois é, supostamente paga, já que o dito “empresário”, no final do mês, em vez de pagar aos funcionários, nada. Lá lhes vai dando cem euros hoje, duzentos amanhã e assim por diante. Outras vezes é o empregado que se enche de coragem e pede cinquenta euros para fazer face a despesas inadiáveis. (se repararam, coloquei a palavra empresário entre aspas, na medida em que tenho dúvidas se na realidade será um empresário ou antes um trafulha)

Então um “empresário” tem ao seu serviço um empregado que, mal ou bem, desempenha as suas funções (no caso concreto desempenha com todo o profissionalismo que lhe é possível, dada a sua pouco idade, na ordem dos vinte anos, e a falta de prática, pois tive o privilégio de o verificar pessoalmente), e no final do mês não lhe paga?

Mas que é isto? Em que país vivemos, que pouca vergonha é esta? E, depois, esse jovem como pode fazer face aos seus encargos: alimentação, renda de casa, despesas pessoais. Há pois! Lá tem de se socorrer dos seus familiares, normalmente aos pais, mas desses foi o governo que lhes tratou da saúde, ou seja, a estes o governo teve ousadia de lhes roubar na reforma.

Mas que raio de país é este, para onde caminhamos, que futuro nos espera a nós e aos nossos filhos? É esta a economia que o respectivo ministro pretende para Portugal?

Pois é sr. Silva, antes de abrir a boca, vá ver como vive o povo.
Não sou monárquico, mas segundo parece nesses tempos o monarca gostava de se disfarçar e misturar com o povo, a fim de saber como o mesmo vivi, mas este e outros senhores silvas da nossa sociedade vivem numa gaiola dourada, dai que não admira que venham gritar aos quatro ventos que tudo está bem, não reparando que o rei vai nu.

MdM
08 JANEIRO, 2015 18:57

Esta sexta-feira em Évora
Concentração/vigília em defesa da liberdade de expressão e contra todos os fanatismos (políticos ou religiosos).

Depois dos atentados de Paris
Concentração/vigília em Évora esta sexta-feira em defesa da liberdade de expressão e contra todos os fanatismos (políticos ou religiosos).

Esta quarta-feira a redacção em Paris do jornal satírico Charlie Hebdo foi atacada e foram mortas 12 pessoas, seis das quais jornalistas. Os autores do atentado terão sido fanáticos islamitas ligados aos grupos que combatem as comunidades livres curdas no norte da Síria e no Iraque em nome da instauração de um Califado à escala global.

Só em 2014 foram assassinados 61 jornalistas por todo o mundo, em zonas de conflito por exércitos em guerra ou em países “democráticos” em acções punitivas feitas por grupos armados.

Com o avanço da extrema-direita em muitos países da Europa (Holanda, Alemanha, França…) o fanatismo religioso aparece como um precioso aliado para aqueles que combatem a liberdade de expressão, de reunião e de opinião de todos os seres humanos, para além da cor da pele, das religiões ou das ideias políticas de cada um.

Não confundimos os seguidores de nenhuma religião com os seus sectores mais fanáticos e extremistas, mas consideramos que o facto de se ser crente é uma opção individual, que se deve respeitar no quadro de sociedades laicas e, por isso, combatemos todas as religiões de Estado.

Por considerarmos que:

a) a liberdade de expressão, de reunião e de opinião é um dos valores mais preciosos que a humanidade, através de séculos de luta, conseguiu conquistar;

b) que o massacre de Paris, pela dimensão e pela forma como foi realizado, simboliza o perigo real que a liberdade de expressão e informação hoje constituem contra os fanatismos, incluindo o religioso;

c) não podemos ficar silenciosos enquanto a extrema-direita e os totalitarismos avançam, de novo, em muitas partes do globo, nomeadamente na Europa

Associamos, por isso, o nosso grito de consternação e repulsa ao assassinato de jornalistas em todo o mundo por fanáticos e extremistas, sejam políticos ou religiosos, cujo objectivo é criar sociedades autoritárias e ditatoriais, em que a autonomia e a capacidade de afirmação individuais e colectivas estejam reduzidas ao mínimo possível;

e convidamos todos os eborenses a juntarem-se a nós numa concentração/vigília em defesa da liberdade de expressão e de opinião e contra todos os fanatismos, esta sexta-feira, dia 9 de Janeiro, pelas 17,30 horas, na Praça do Giraldo (junto à Igreja de Santo Antão), em Évora.

Contamos contigo!

FÓRUM - A Cultura está Viva e manifesta-se na Rua

Mais informação em:
https://www.facebook.com/events/1592312124338520

TRIUM - VIRALATAS

1 - quando ele diz: "ele move-se" - está a referir-se à TERRA

2 - HOMEM - ECO

nada de ecologia
- HOMEM NOVO - acompanhado sempre de outro HOMEM, pago a peso de ouro para lhe segredar o que ele vai dizer
-nem que seja PEDIR UMA BICA

3 - DEFLAÇÃO - não sabe o que é?
:
quando atestar o seu chaço na Bomba, e em vez de lhe exigirem pagamento o contemplarem com um chorudo vocher para fazer compras em qualquer Supermercado

Platero
(h)ortografias

07 janeiro 2015

Grupo Cénico da SOIR Joaquim António D‘Aguiar
"O Grito na Charneca" - Estreia dia 8 de Janeiro, às 21:30

O Grupo Cénico da SOIR Joaquim António D‘Aguiar é um dos mais antigos grupos de teatro de amadores em atividade no nosso país e estreia, no dia 8 de Janeiro, às 21:30 horas na sua sala do Páteo do Salema “o Grito na Charneca”, peça emblemática do grupo e da autoria do dramaturgo eborense e grande obreiro deste grupo cénico Manuel Peres.

Sobre esta peça, em 1992, o autor escreveu em nota:

“Da tomada de consciência, do sofrimento, das privações e de crises de trabalho… da resistência às tentações de outros rumos.- Mas perdidas as esperanças de continuar vinculado à terra que sempre o absorveu, o que fica o homem cá a fazer?

A saturação da pobreza, para além das crises seculares de trabalho em que ficou estigmatizado carne do camponês do Alentejo, a marca alienante da instabilidade…esse apavorante espectro do desemprego… atira-o para novas normas de vida – em novas formas de exploração, quem não logrou a sorte, senão a garantia de trabalho certo, que mesmo assim não evita que o seu fadário se arraste em terras longínquas a novas situações degradantes e humilhações na injusta vivência do dia a dia.

E por cá as terras continuam cada vez mais cobertas de mato selvagem a prolongar a miséria e a fome do trabalhador do Alentejo”.


Em 1961, a representação desta peça no Teatro da Trindade, no âmbito de concurso nacional de teatro, com encenação de mestre João Galopim e interpretação de entre outros de António Justo Pires, foi premiada com o aplauso do público e, quatro anos mais tarde, foi a semente do I Festival de Teatro de Amadores de Évora.

Reservas: Soir_jaa@hotmail.com

Évora recupera "Janeiras"

Mais de uma dezena de grupos esteve ontem à noite na Praça de Sertório a recuperar a tradição de "Cantar as Janeiras", numa iniciativa organizada pelas uniões de freguesias de Évora, Malagueira e Horta das Figueiras e Bacelo e Senhora da Saúde e pela Câmara Municipal de Évora, e que teve uma forte adesão da população.
A "praça do município" encheu para ouvir as "diversas vozes", com os eborenses a aderirem a esta proposta cultural que, nas palavras do Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, irá repetir-se nos próximos anos.

(informação CME)

COMO ASSIM LEVANTADOS DO CHÃO…
Teatro Garcia de Resende | 9 e 10 de Janeiro | 21h30

…a partir da última frase de Levantado do Chão de José Saramago

COMO ASSIM LEVANTADOS DO CHÃO é um espectáculo de teatro que parte do fim do romance Levantado do Chão de José Saramago, no qual os trabalhadores rurais do Alentejo se levantam do chão, à data de um 25 de abril. E nós perguntamos, como assim, levantados do chão, pois passados estes anos ficámos sem entender a metáfora, e é também do romance Levantado do Chão que é dito, à laia de mito, que se terá consolidado o saramaguiano estilo de narrar. É pois, a partir do encontro com essa voz de narrador que nos faz arriscar a viagem sobre o inenarrável, a nossa vida, portanto, o destino daqueles trabalhadores rurais que ocuparam as terras e perderam a aposta, a terra que doravante ficou inculta, o “falhámos a vida, menino” do João da Ega (de “Os Maias”), enfim, sobre o que ainda precisamos de escrever sem sabermos narrar.

Duração: 60min
M/12
Preço: 4€

06 janeiro 2015

DIA DELES

mais magros
do que magos
são os REIS
neste PORTUGAL letargo

as prendas que deixaram
pró menino
alguém as tem a cargo
para lhes dar
outro destino

sem demora partiram
os REIS
- cumprido foi o zelo -

antes que os zelotas
locais

lhes confisquem
os próprios camelos

Platero
(h)ortografias

Nesta noite de Reis, cantaram-se as janeiras na Praça de Sertório

QUERO NA GRANJA

uma mulher de franja
um violino que tanja

algo que finja
o som
de sinfonia arcanja

dois uísques com gelo
dois sumos naturais
de maracujá-laranja

um pôr-do-sol que tinja
o astro

da mulher de franja
um imaginado corpo
de alabastro

quero na Granja
uma cama rija

que ranja

Platero
(h)ortografias

05 janeiro 2015

A palavra do ano de 2014!

3.º Aniversário da Casa da Zorra

Teatro/Dança
de 8 a 11 poderá ver "SEFI" um espectáculo com Anarita Rodrigues e Márcio Pereira. Sempre às 22h (excepto dia 11 - 16h)

Cinema
Quintas feiras às 22h e nos dias 15,22 e 29 continuam as exibições regularescom os filmes:
a) dia 15 - "The Broken Circle Breakdown" (2012) de Felix Van Groeningen
b) dia 22 - "The Hunt" de Thomas Vinterberg
c) dia 29 - "Submarino" de Thomas Vinterberg

Dias 23 e 24 ás 22horas - Exibição de produções da Zorra Produções Artísticas:
Filmes "Eu Também Prometo", "Concerto no Escuro", "Concerto para Buzina"

Dança
Dia 16 às 22h30 nos ex-celeiros da EPAC: "Bailarico de ano novo"
Música - Salsa, Kizomba, Bachata

Encontros
Dia 14 - 21h30
Palestra "Crescer em Grupo" - Encontros de partilha e aprendizagem"

Música
Dia 31 - 22h - Concerto de Javier Alcántara - Lançamento do disco "Short Stories"

Apresentação de criações artísticas
dias 28 e 30 às 22horas

Dia do Aniversário
27 de Janeiro a partir das 18h teremos o nosso aniversário com diversas actividades.

Polaroid Party
No dia do concerto de Javier Alcántara teremos também uma festa dedicada à exposição "Polaroid Park" que termina nesse dia.

O programa está sujeito a alterações. Visite o site para estar actualizado em:
 zorraproducoesarte.wix.com/zorra

S O L S T I C I A L

nestas manhãs de Inverno
húmidas, cinzentonas,
desagradáveis frias

a minha cama é ventre
:
apelativo
silencioso
quente

de que só renasço
em esforço

todas as manhãs
todos os dias

Platero
(h)ortografias

04 janeiro 2015

Desejo para 2015!...

(a poesia é para se comer - ou próximo disto - de NATÁLIA CORREIA)

GLÚTEOS
atraentes
como frutos
do demónio

mais sãos
do que maçãs
de Adão

antónio colhe-os
limpa-os à manga
do roupão

mete-lhe os dentes

come-os

Platero
(h)ortografias

03 janeiro 2015

Nós tenemos muitos nabos...


BOM ANO NOVO

Miguel Cadilhe, ao introduzir o IVA em PORTUGAL, cuidava de explicar, para amenizar
:
"não se trata de um NOVO IMPOSTO - sim de um IMPOSTO NOVO"

assim os meus votos de um BOM ANO NOVO em vez de um NOVO (mais um) ANO

mais: os meus votos de um GRANDE ANO, com tudo do melhor
. um ANÃO

ANÃO ao mesmo tempo de PEQUENO, que não custa a passar

PONTO ASSENTE - UM ANÃO para você, exclusivamente para SI


Platero
(h)ortografias

02 janeiro 2015

Concerto de Ano Novo 2015
Domingo, 18:00, Teatro Garcia de Resende

AQUI NO MONTI

voltou o tempo
em que o lugar específico
mais acolhedor

com mais calor

será o interior

do frigorífico


Platero
(h)ortografias

Dia de Reis: Canto das Janeiras por várias ruas da cidade

Uma iniciativa conjunta da União das Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras, da Freguesia Bacelo Sra Saude, da União de Freguesias do Centro Histórico de Évora e da CME.

01 janeiro 2015

GEADA

de inclemente
impiedosa
geada
já uma semana

que me queima as favas
as nabiças
a horta - tudo o que era de comer
ou render grana

- essa sacana

se não é
islâmica

engana

Platero
(h)ortografias

Bonecos de Santo Aleixo em digressão nas aldeias do Alentejo

Após temporada de apresentação na Biblioteca Pública de Évora, onde foram vistos por 364 espectadores os Bonecos de Santo Aleixo partem em digressão no princípio do novo ano para realizar um conjunto de espectáculos, no dia 3 de Janeiro em Sabugueiro, no concelho de Arraiolos, dia 4 na Casa do Povo de S. Miguel de Machede, no dia 5 na Casa do Povo de S. Manços, no dia 7 na Casa do Povo de Torre de Coelheiros, no dia 8 na Casa do Povo de N.ª Sr.ª de Machede, no dia 9 na Casa do Povo da Graça do Divor, no dia 10 na Sala de Teatro do GURA em Azaruja e no dia 11 no Salão do Grupo Desportivo de S. Sebastião da Giesteira. Todas estas apresentações têm início às 21h30.

Do reportório a apresentar destacamos o “Auto do Nascimento do Menino Jesus” e o “Passo do Barbeiro”, estas peças integram o reportório tradicional, transmitido à “família” de bonecreiros do Cendrev pelo Mestre António Talhinhas que com eles trabalhou durante mais de quarenta anos. Os actores Victor Zambujo, Ana Meira, José Russo, Isabel Bilou e Gil Salgueiro Nave garantem a realização dos espectáculos.

Já vão longe os tempos em que no Alentejo o teatro dos títeres era uma das poucas diversões das gentes destes lugares, mas a verdade é que estas “figuras de pau” não perderam o brilho e continuam a encantar o público. “Os Bonecos de Santo Aleixo” pertencem a um tipo que é antepassado de toda a espécie, se bem que as actuais figuras de pau não sejam senão a cópia, datando apenas de 1940, dos modelos originais de que se conservam os caracteres arcaicos até na movimentação executada quase exclusivamente por meio de um varão.”

Este conjunto de espectáculos decorrem no âmbito dos protocolos que o Cendrev mantem com as Câmaras Municipais de Arraiolos e Évora e integram o Projecto Bonecos de Santo Aleixo – Um Património a Preservar, apoiado pelo INALENTEJO.

Feliz Ano Novo!

31 dezembro 2014

REVEILLON

não tenho nada contra
o REVEILLON

se para você é bom

REVEILLEZ


Platero
(h)ortografias

A propósito do Ano Novo!...

PASSOP - moçambique = CUIDADO

FIM DE ANO

não significa FIM de DANO


Platero
(h)ortografias

Sempre que um homem sonha...

30 dezembro 2014

Aproxima-se ano de eleições!...