30 março 2015

O mundo está a ficar perigoso!...

Sem solução política para resolver a crise desencadeada em 2008, entramos numa nova escalada: a da intimidação e ameaça de confrontação militar (a que alguns chamam guerra fria…).
As notícias de manobras e exercícios militares tem-se multiplicado nos últimos tempos. Eis algumas das que registamos, só no último mês:

«NATO prepara exercícios militares no Báltico» (09.03.2015)
«NATO realiza exercícios militares no Mar Negro» (16.03.2015)
«Forças armadas russas concluem um dos maiores exercícios militares dos últimos tempos» (21.03.2015)
«Estados Unidos colocam F-16 na Estónia» (21.03.2015)
«Polónia ordena exercícios militares obrigatórios para reservistas» (23.03.2015)
«Exército chinês realiza manobras militares com fogo real na fronteira com a Birmânia» (26.03.2015)
«Força Aérea da China faz exercícios militares no oeste do Pacífico» (30.03.2015)
«EUA e Coreia do Sul realizam manobras militares em grande escala» (30.03.2015)
«Poroshenko autoriza participação de tropas estrangeiras em exercícios militares na Ucrânia» (30.03.2015)

Rendimentos do trabalho a pagar a crise financeira?!...

DA ARCA - 2

A FÁBRICA

a Fábrica é cercada
com arame farpado

tem uma entrada que é um portão enorme
com a casa-dos-guardas frente ao barracão das bicicletas

e um pastor-alemão que é tão simbólico
tão apenas simbólico
como a vedação de arame-farpado
e a casa-dos-guardas frente ao barracão das bicicletas

sim
que a vedação de arame-farpado é fácil de transpor
nada custa franquear o portão enorme
o pastor-alemão nunca morde
nem ladra a ninguém
os guardas
estão invariavelmente atentos
mesmo no momento em que se rendem

parece então
que seria mais coerente plantar flores
e árvores em redor
retirar o ar de manicómio
de parada militar
de campo-de-concentração que toda aquela
simbologia podre lhe empresta

assim os operários
chegariam contentes para exercer o seu trabalho
e não para o cumprir

teriam pássaros em volta
e não os tecnocráticos pardais

(há pardais nos Quartéis nos Hospitais
nos Pátios dos Tribunais
nas Paradas das Prisões
nas estátuas dos generais
nas frinchas dos saguões)

pássaros dizia em volta
os esquivos melros os térreos piscos tímidos
andorinhas domésticas fariam
ninhos nos ângulos das naves
os cartaxos brincariam nas peças

não é possível o prazer da Fábrica
onde as coisas engrenam porque são determinadas
comandadas por senhores de batas
que produzem a ORDEM

reprime-se em nome dessa coisa
ameaça-se com despedimentos
quem não tome a pílula vendado

produzir é o lema
produzir conforme os cálculos das máquinas
segundo estabelecem

compromissos exteriores
:
CEs ; EFTAs ; outras siglas

tão acrílicas tão ásperas

tão “made in”

- filhas dessa coisa

a que chamávamos ORDEM

... ... ...
(continua)

29 março 2015

TEORIA GERAL DOS COFRES


(Correio da Manhã, 29 Março 2015)
«A ministra das Finanças fez o seu célebre discurso dos "cofre cheios". Vais ser mais um dos absurdos que se vão repetir com todo o desplante até às eleições de 2015. Três coisas se podem dizer, diferentes entre si e todas más.

Primeiro, a frase é mesmo salazarista no sentido de reduzir a economia a uma eventual poupança, mealheiro, colchão. Está tudo mal lá fora, há analfabetismo, pobreza, mortalidade infantil, guerra colonial, mas há dinheiro nos cofres. É para gastar? Nem pensar: é para estar lá no escurinho muito aconchegado, em pilha. É para aquilo que os anglo-saxões chamam um rainy day? Qual rainy day? Isso não existe, é muito caro, não há dinheiro para tudo. Uns terão que morrer, outros têm dinheiro para pagar a cura (era a teoria de Passos quanto à hepatite). Mas os cofres estão cheios, e serão, como se dizia antigamente, o Afago dos Credores, o Amontoado da Dívida, a Pilha Aconchegadora, o Mostruário das Virtudes. Porém, há um pequeno problema, o dinheiro não é nosso, nem fomos nós que o ganhámos...

E passamos à segunda questão. A frase é salazarista mas os cofres não são salazaristas porque estão cheios de coisa nenhuma. Eu percebo bem a fúria de Pedro Lains, que é um homem sério e que sabe da nossa história económica como poucos, com a comparação entre o "ouro" de Salazar nos seus cofres e os empréstimos que enchem os cofres do actual governo. E a oposição foi a reboque do ouro dos tolos.

Terceiro, a ministra está a revelar-se, a sair da casca, a mostrar as suas ambições políticas no PSD, e o que sai da casca é muito perigoso porque segue uma tradição da política portuguesa de não distinguir a verdade da mentira sem qualquer sobressalto, como quem respira. Já vi vários fazerem carreira assim, com uma fé inabalável no engano, sem sequer terem a percepção subjectiva de que há uma diferença entre a verdade e a mentira. Já a vi assim na Assembleia da República aquando dos swaps ou da Grécia. Transmitindo convicção rodos, mas convicção pela mentira. E há muita gente que se impressiona.
O último que eu conheci assim, e também impressionava muita gente, foi o actual preso n.o 44, embora eu não esteja a comparar eventuais desonestidades de um e de outro...»

José Pacheco Pereira
Sábado, 26 Março 2015

DA ARCA - 1

(trabalho feito no âmbito do meu curso de SOCIOLOGIA, na Universidade de Évora - cadeira de MÉTODOS E TÉCNICAS QUALITATIVAS DE SOCIOLOGIA - já nem sei o ANO)

A INSTITUIÇÃO REPRODUZ A SOCIEDADE
sendo a instituição a Fábrica de Tomate do Divor - onde eu trabalhava nesta altura


"não sei até que ponto é possível/desejável planificar o trabalho. A
planificação, a racionalidade do trabalho, a burocracia ao fim e ao cabo, só dão má qualidade à vida:
devíamos aceitar esta situação como transitória e ver de que modo poderia ser:
e penso que o exemplo está na maneira como algumas crianças brincam. É daí que o trabalho dos adultos tem que partir”.

(da entrevista de Maria Izabel Barreno a "o Jornal de Letras Artes e Ideias - edição de 26 de Maio de 1981)

O PRAZER DA FÁBRICA

penso que o prazer da Fábrica
só é possível na ganga suja de óleo
nas mãos amolecidas
da pasta cor-de-carne dos pimentos

da carnação da pasta que escorrega por
túneis de metal Inox
serve as naves como artérias
atapetadas de ladrilhos

e transborda e se derrama
como um corte de faca
e é sangue na limpeza do piso
e cor nas batas muito brancas das mulheres

possível o prazer da Fábrica
só dentro do vapor das nuvens brancas
que nascem nas caldeiras de alumínio

de onde emergem figuras ferrugentas
mas alegres
bons adamastores
que têm cão
mulher e filhos

por cima das bancadas dos mecânicos
peças soltas
elas próprias
omelette-au-rhun dos óleos entornados
da massa consistente que aplacenta as peças
vindas dos cacifos

sopa-de-cavalo-cansado onde se encostam
por gosto
os cotovelos

o PRAZER da Fábrica
nas tarefas exatas feitas com amor
:
conduzir camiões enroscar parafusos
mudar as flores das jarras rotular produtos

nas tarefas exatas feitas alegria
no colher das amostras no rigor das análises
na limpeza doméstica
das tulhas e dos silos

O prazer da Fábrica
não mais na datilógrafa que luta por aumentos
no capataz que exulta
quando o chefe pelo Natal
o presenteia com um mágico envelope

... ... ...

(continua)

Canções que se tornaram hinos...

28 março 2015

Herbeto Hélder em Castro Verde, corria o ano de 1960...

Informação da PIDE sobre Herberto Hélder de Oliveira, datada de 12-11-1960. (Biblioteca Nacional, Arquivo Salazar)

Em memória de HERBERTO HÉLDER

não há palavras
em qualquer dicionário
que definam
HERBERTO HÉLDER
visionário

era doente

HERBERTO sofria
de doença rara
- única talvez no mundo vário

de ALHZEIMER

- ao contrário

Platero
(h)ortografias

27 março 2015

Encontro de Poetas Populares
Horta das Figueiras, 28 Março, 15:00

Encontro de Poetas Populares a realizar no próximo dia 28 de Março na Biblioteca da Horta das Figueiras/Pólo de Leitura da BPE. Marcam presença poetas de vários concelhos do Alentejo, num encontro que pretende contribuir para a valorização do património cultural e identitário das suas gentes.

Esclarecimento da CME sobre a Taxa de Ocupação do Subsolo (TOS)

A Câmara Municipal de Évora (CME) tem vindo a ser alertada por vários consumidores de gás natural e pela DECO de que as empresas Dianagás/Galp e Gascan estão a cobrar taxas de ocupação do solo (TOS) com valores, em geral, 4 a 5 vezes maiores do que no ano passado. Confrontados com reclamações de consumidores quer as empresas quer a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) remeteram responsabilidades para a CME.

A CME procedeu à recolha de dados fidedignos, obteve informações junto das empresas, reuniu com a Dianagás/Galp e com a DECO. A CME está em condições de esclarecer o seguinte:

1. A TOS é um receita municipal cobrada às empresas que, para vender produtos e/ou serviços, usam terrenos e solos públicos. A lei permite que as empresas possam escolher entre suportar aquele custo ou repercutir / cobrar aos clientes. Em Évora, a Dianagás tem entendido cobrar aos clientes enquanto a Gascan suportava o custo mas, a partir de Janeiro/2015, começou também a cobrar aos seus clientes.
No caso da Gascan, a CME permitia que a empresa pagasse a TOS em prestações exatamente porque a Gascan não cobrava aos consumidores.

2. A TOS está prevista no art.º 31º do Regulamento e Tabela de Taxas e Outras Receitas do Município de Évora. É cobrada pela CME desde 2010. Até 2013, a CME debitou às empresas o valor da TOS referente ao ano anterior, com 1 ano de atraso. Em 2014, para cumprimento da lei, a CME debitou os valores da TOS de 2013 e de 2014.

3. No atual mandato, as atualizações da TOS (e de toda a Tabela de Taxas e Outras Receitas) foram os seguintes:
  • De 2013 para 2014: + 0,8%
  • De 2014 para 2015: 0%
 Assim, seria expectável, em 2015, que os clientes da Gascan continuassem a usufruir do não pagamento da TOS e que os clientes da Dianagás/Galp vissem, no máximo, a TOS duplicar pelo acerto do ano. Nunca aumentos de 4 e 5 vezes!
4. Responsáveis da Dianagás/Galp informaram-nos que os aumentos de 400% a 500% da TOS em 2015 eram legais e baseavam-se:
  • No direito das empresas recuperarem a TOS faturando-a aos clientes (DL nº 140/2006, de 26/7 e Contrato de Concessão aprovado pelo Governo pela Resolução nº 98/2008);
  • Nas normas sobre a matéria definidas pela ERSE, nomeadamente, no Manual de Procedimentos para Repercussão das TOS (Diretiva ERSE 7/2014);
  • Os valores cobrados em 2015 incluem valores de 2012 (1/3), de 2013 (1/4) e de 2014 (100%).
 A Dianagás não cobrou a totalidade da TOS em anos anteriores. Aliás, a CME constatou que, no 2º semestre de 2013, a Dianagás não cobrou TOS aos clientes.
5. A CME não cobra IVA sobre a TOS às empresas. As empresas cobram mais 23% de IVA sobre a TOS aos seus clientes por determinação da Autoridade Tributária (Finanças). Nem a CME nem as empresas concordam com tal cobrança e consideram-na mesmo ilegal porque não há aqui qualquer valor acrescentado.
6. A CME considera que:
  • as empresas não podem remeter toda a responsabilidade pelos aumentos para a CME porque é opção das empresas não cobrarem a TOS e porque, cobrando-a, há 3 entidades intervenientes: a Câmara, a empresa e a ERSE;
  • A responsabilidade da CME nos aumentos vai, no máximo, até à duplicação da TOS (devido ao acerto da faturação em 2014) e fê-lo para cumprir a lei;
  • Os aumentos da TOS de 400% a 500%, face à crise económica e social, são excessivos e inaceitáveis e parecem decorrer de normas definidas pela ERSE, pelo que a CME continuará a defender que a TOS não seja cobrada aos consumidores e irá,
  • Propor a outros Municípios com situações semelhantes que se concertem para atuar junto do Governo de forma a conseguir a redução da TOS debitada aos consumidores em 2015;
  • Solicitar ao Governo, enquanto concessionário do serviço público de gás, a adequação do Contrato de Concessão de modo a reduzir ou eliminar a repercussão da TOS;
  • Alertar o Governo para a não aplicação do IVA à TOS, porque irracional e sem qualquer fundamento económico;
  • Reunir com a ERSE no sentido de propor e encontrar uma solução que permita reduzir substancialmente a TOS em 2015 e anos seguintes.
 7. A CME saúda a ação dos consumidores e o empenho da DECO. A CME continuará a procurar corresponder às preocupações manifestadas.
8. A CME, ciente do impacto negativo e da injustiça destes brutais aumentos da TOS que afetam famílias, empresas e instituições, está a desenvolver todos os esforços para esclarecer cabalmente as causas destes aumentos e para encontrar formas de recolocar a TOS em valores adequados.
O Presidente da CM Évora,
em 25/3/2015

Cofres Cheios?!...


(Manchete Diário Económico, 27 Março 2015)
Segundo o INE, o valor de dívida pública, para 2014, ultrapassou os 130% do PIB, uma revisão em alta face aos 128,7% que vinham a ser reportados nomeadamente pelo Banco de Portugal e assumidos pelo Governo.

Contas feitas, a dívida pública aumentou 29,6 mil milhões de euros entre 2011 e 2014, cerca de mais mil milhões de euros do que se pensava até agora. E o seu peso no PIB subiu de 111,1% para 130,2% do PIB, contabiliza o INE.

Comemorações Dia Mundial do Teatro | 27 de Março
Teatro Garcia de Resende | 21h30

Um mês dedicado especialmente ao teatro com a programação de dezasseis espectáculos no Teatro Garcia de Resende. O FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo deu uma importante contribuição.

À semelhança do que acontecena generalidade dos teatros do mundo inteiro, também em Évora, abrimos generosamente ao público as portas do Teatro Garcia de Resende para assistir ao espectáculo do músico açoriano Zeca Medeiros, integrado no FITA.

A Entrada é Livre, mas como a lotação é limitada, deverá levantar o seu ingresso na bilheteira do Teatro, das 9 às 13 horas ou das 14 às 17,30 horas.

APONTAMENTO BREVE

o vento zurze
as urzes

bêbedas do sangue
espalhado sobre
a neve

as ervas - escassas -
e os arbustos
sugam o vapor
da carne ainda quente

cai mais neve
mais neve
sobre a neve

um lençol de dor

sobre estilhaços de metal
e o que sobra
do que já foi gente

Platero
(h)ortografias

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 28 Março 2015, pelas 11:30


Duarte Guerreiro
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

26 março 2015

Amanhã, às 21:15, na Arena d'Évora

Ainda há por aí quem queira a mesma coisa...

VARIAÇÕES EM NET

:
camioNET
furgoNET
trotiNET
cotoNET
rabaNET
marioNET
giNET
gabiNET
proxeNET

quando em excesso
apetece apertar

o GASGANET

Platero
(h)ortografias

Para ouvir e meditar!...

25 março 2015

Debate - “A violência do Estado sobre a Mulher”

No âmbito das comemorações do dia internacional da Mulher – Convite para o debate “A violência do Estado sobre a Mulher”, organizado pela União das Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras e pelo Movimento Democrático de Mulheres.

Terá lugar no Edifício da Malagueira da União das Freguesias de Malagueira e Horta das Figueiras, pelas 18h30 do dia 30 de março, e contará com a presença da Dr.ª Odete Santos e da Enf.ª Isaura Serra.

A sessão é aberta a todos os que queiram participar.

Juventude em Marcha no IEFP de Évora

Esta manhã, no Centro Regional do IEFP de Évora, jovens trabalhadores, desempregados e formandos do IEFP participaram na semana de luta da Interjovem.

Foi na entrada do IEFP de Évora que a "Juventude em Marcha" deu continuidade ao conjunto de acções que tem programado para esta semana de luta. No contacto com os trabalhadores e população em geral, a Coordenadora da Interjovem/CGTP-IN, Filipa Costa, Valter Lóios (Coordenador da União se Sindicatos de Évora) e José Augusto Oliveira (Comissão Executiva da CGTP-IN) alertaram para o flagelo da precariedade laboral, o aumento das desigualdades, o aumento da exploração e o do empobrecimento dos trabalhadores e suas famílias, bem como a necessidade de, todos juntos, manifestarmos o nosso descontentamento e repúdio pela política de direita deste Governo PSD/CDS, no próximo dia 28 de Março, Dia Nacional da Juventude.

(Notícia retirada DAQUI)

TRIPARTIDO

o corpo
foi feito por meus pais

o espírito
deram-mo os deuses

o resto
- se presta menos
ou se presta mais -

é fruto
de cuidados meus

Platero
(h)ortografias

24 março 2015

Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional visita Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo

A Universidade de Évora (UE) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) promovem na quarta-feira, dia 25 de Março, a partir das 16h00, uma visita a infraestruturas do Sistema Regional de Transferência de Tecnologia (SRTT), em Évora.

O programa contempla a visita às obras do Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo (PCTA), do qual a UE é o maior parceiro, e conta com a presença de Miguel Poiares Maduro, Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.

Além das obras do PCTA, o programa integra ainda visitas ao Centro de Negócios do Alentejo, promovido pelo Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE), e à Incubadora de Base Tecnológica ÉvoraTech, cujos promotores são a Câmara Municipal de Évora e a Agência de Desenvolvimento Regional.

O programa termina com intervenções da reitora da UE, Ana Costa Freitas e do Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, havendo ainda lugar à entrega de prémios UE StartUp.

Continuam os trabalhos de recuperação das arcadas

Os trabalhos nas arcadas da Rua João de Deus foram retomados no início de Fevereiro. Desde então foram intervencionados a totalidade dos tramos e arcos, com exceção dos correspondentes ao n.º 44, devido ao estado de conservação do imóvel.

Os trabalhos têm consistido na remoção dos revestimentos e reparação dos rebocos degradados e em desagregação das abóbadas, pilares e paredes de suporte. A totalidade das fachadas exteriores ao nível do piso térreo tem sido intervencionada, assim como as fachadas interiores sob as arcadas quando tal se justifique.

Durante os trabalhos surgiram situações ou patologias inesperadas sob os revestimentos. Se algumas poderiam ter sido previstas com um olhar mais atento e ponderado, que permitisse uma maior fluidez dos trabalhos, outras não eram de todo previsíveis sem que houvesse intervenção efetiva.

Entre as mais relevantes patologias encontradas, apontam -se as seguintes: a fissuração ou fratura das alvenarias em maior profundidade e extensão que as previstas; a existência de roços com preenchimentos desadequados com argamassas de cimento, demasiado fortes que levaram à desagregação dos rebocos e degradação das argamassas de cal; a persistência de tubagens antigas (tanto de eletricidade como de águas) desativadas e em corrosão.

Perante estas realidades encontradas no local, os trabalhos nem sempre puderam desenvolver-se de acordo com o programado. Tem sido, por vezes, difícil circunscrever as áreas de picagem. Sempre que estas extravasam os limites estabelecidos em projeto, a prática adotada é o esclarecimento do proprietário do imóvel, procedendo de igual forma nas situações em que o caráter dos trabalhos seja diferente do pré estabelecido – picagem de reboco e revestimento.

Prevê-se a conclusão dos trabalhos até finais do mês de Abril deste ano de 2015.

(informação CME)

PAULO RALHA

ralha ralha
só não liga
é a canalha

tanto ralha
Paulo Ralha
se bem calha
vai de grelha

Platero
(h)ortografias

Em reunião de 18 de março
Câmara de Évora felicita alunos por bons resultados em concurso de matemática

O executivo da Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade um voto de felicitação, apresentado pela Vice-Presidente Élia Mira, aos alunos e professores das escolas de Évora que participaram recentemente no Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, que decorreu na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, pelas suas classificações nos lugares cimeiros.

Foi aprovada por unanimidade a abertura do Programa Casa Caiada, cujo prazo para inscrições decorre até 30 de junho, na Divisão de Cultura e Património da Câmara Municipal. A área de intervenção é todo o Centro Histórico de Évora e a área de proteção à muralha. Os imóveis abrangidos são prédios de habitação ou mistos dos próprios ou arrendados, podendo candidatar-se proprietários, senhorios ou inquilinos. As caiações concluídas até 30 de maio serão bonificadas com o acréscimo de 20% do valor do subsídio definido.

Aprovação unânime mereceu igualmente o Plano de Transportes Escolares para o ano letivo de 2015/16. Prevê-se que 664 alunos do concelho de Évora necessitem de transporte escolar. Estes alunos frequentam 30 estabelecimentos de ensino básico e secundário, sitos no concelho de Évora ou em concelhos limítrofes. Para que possam frequentar os referidos estabelecimentos está prevista a criação de 51 circuitos, quer de carreiras públicas quer de veículos de aluguer ou de veículos das autarquias. Prevê-se que o custo global da rede de transportes escolares seja de 426.521,08 euros, total comparticipado em 42.972,75 euros pelos alunos do secundário. Consequentemente, o valor real da rede será de 389.548,33 euros. O custo médio de transporte de cada aluno é de 642,35 euros.

O Plano foi aprovado por unanimidade na mais recente reunião do Conselho Municipal de Educação. Na referida reunião foi também aprovada por unanimidade uma recomendação ao Executivo Municipal para que exorte a Assembleia da República e o Ministério da Educação e Ciência a realizarem as alterações legislativas necessárias conducentes à concretização da gratuidade do apoio ao nível do transporte escolar a todos os alunos enquadrados na escolaridade obrigatória. Desta recomendação foi agora dado conhecimento à Câmara nesta reunião pública, tendo sido aprovado o seu conteúdo.

A proposta de início dos trabalhos para a elaboração da Carta Educativa de Évora para 2017/2027, através da revisão da carta atualmente em vigor, foi aprovada por unanimidade. Recorde-se que a Carta foi elaborada em 2006, aprovada nas instâncias competentes em fevereiro de 2007 e encontra-se em vigor até final de 2016.

O Executivo Municipal aprovou por unanimidade uma proposta de intervenção no Monte Alentejano (Rossio de S. Brás) que visa a realização de obras de requalificação naquele espaço municipal, que atualmente se encontra encerrado por falta de condições de conforto e segurança.

(informação CME)

23 março 2015

A Ave rara…

HENRICARTOON, por Henrique Monteiro, em 23.03.15

Câmara de Évora disponibiliza aparelhos de teleassistência para idosos em situação de isolamento

Diversos aparelhos de teleassistência foram instalados esta semana em várias zonas do centro histórico de Évora, encontrando-se ainda por atribuir mais de três dezenas deles pelo que a Câmara Municipal apela a quem necessite deste serviço que se dirija à Divisão de Educação e Intervenção Social (Páteo do Salema) e efetue o pedido para atribuição do respetivo aparelho.

Esta resposta social disponibilizada pela Câmara de Évora em parceria com a Associação Coração Delta e a Fundação PT tem como objetivo auxiliar os idosos e outros munícipes carenciados, dependentes e isolados, do concelho de Évora.

O serviço proporciona às pessoas a manutenção da sua autonomia, uma vez que é fornecida no seu domicílio uma resposta imediata em situações de emergência, bem como o apoio na solidão. Funciona 24 horas/dia, 365 dias/ano, através de um terminal fixo ou móvel, onde a pessoa pode falar (através de um botão de emergência, aliado a um intercomunicador de alta voz), ser localizado e identificado por um centro de assistência o qual faz a avaliação imediata da situação, dando a resposta adequada.

No centro, após efetuada a avaliação do alarme, podem contactar familiares, vizinhos ou instituições de solidariedade social para prestarem o devido apoio. Podem igualmente chamar a assistência do Instituto Nacional de Emergência Médica, dos Bombeiros, G.N.R. e/ou outros meios necessários.

Beneficiam gratuitamente do serviço de teleassistência as pessoas ou casais que possuam idade igual ou superior a 65 anos de idade a viver em situação de isolamento permanente ou temporário. Deverá igualmente possuir rede fixa de telefone no local de instalação do equipamento fixo (rede PT/MEO).

A gratuidade de um ano foi conseguida na sequência da realização da gala solidária “Tempo de Atuar” - concretizada por parceria que juntou a Câmara de Évora, a Associação Coração Delta, a Fundação PT, a Cruz Vermelha Portuguesa (Delegação de Évora) e a Fundação Eugénio de Almeida (Banco de Voluntariado) – onde foram angariadas verbas para pagamento da anuidade de 120 aparelhos de teleassistência doados pela Fundação PT para o concelho de Évora.

(informação CME)

Cofres cheios… de dívidas!

O Banco de Portugal informou, nesta quinta-feira (19), que a dívida pública do país manteve a tendência de crescimento tendo aumentado 6,6 mil milhões de euros entre Dezembro e Janeiro.
Deste modo, o endividamento das administrações públicas elevou-se para 231,08 mil milhões de euros, 128,7% do PIB. A relação entre dívida pública e PIB começou a elevar-se em Portugal a partir da crise financeira de 2008, sendo no final daquele ano de apenas 71,7%.

L U M E

parente próximo de FOGO
- domesticado
como o cavalo e o cão

combustão
amiga
ao som e à luz da qual
o corpo
se acolhe
e adormece

e sonha

L U M E

já o teu nome
- só o teu nome

aquece

Platero
(h)ortografias

22 março 2015

Cofres cheios: Os sete elementos da comissão executiva da EDP ganharam 6,3 milhões de euros em 2014

É VER A LISTA, É VER A LISTA

fico sempre "de pé atrás" quando oiço alguém dizer que está "DE CONSCIÊNCIA TRANQUILA"

muito utilizadas também em discussão política são as expressões
:
"SINCERAMENTE"

"SOU UMA PESSOA DE PALAVRA"

- "estou de consciência tranquila" então -

não consta que algum carrasco operador de GUILHOTINA
ou executante de torturas ou sevícias
alguma vez se sentasse à mesa com mulher e filhos
e tivesse, pelo seu trabalho quotidiano,
perdido a vontade de comer

não consta que por isso
tivesse deixado de frequentar a casa dos amigos
de jogar
as suas partidas de sueca
ou abandonado o vício do majong

tampouco é dos arquivos
que o carrasco mais fiel à sua profissão
alguma vez tivesse tido insónias
ou tomado sedativos
para se conciliar com sua
acolhedora almofada

haja o maior bandido que confesse
estar "DE MAL
COM A SUA CONSCIÊNCIA"


Platero
(h)ortografias

Canções que se tornaram hinos...

21 março 2015

Cofres cheios, bolsos vazios!...

P´RA PULAR

feijão-frade com mogango
batatas fritas com bifes
a gente cá vai andando
- entre escolhos e arrifes

Platero
(h)ortografias

20 março 2015

Convite...

HENRICARTOON, por Henrique Monteiro, 20.03.15

Listas: uma questão de classes?...

Retirado DAQUI.

P´RA PULARES

entre muitos disparates
ganho vícios de velhote
afago-me em chocolates
piso as abas do capote

compro jornais aos pacotes
Revistas que nunca leio
adormeço nos transportes
sonho que durmo em teu seio

mini-saias e decotes
invento a torto e a direito
troco misérias por dotes
e sinto-me satisfeito

cai-me o ranho do nariz
limpo à manga da camisa
sento-me ao sol sou feliz
quando sopra a leve brisa

bagaço bebo aos golinhos
cigarros enrolo a esmo
vou me secando aos pouquinhos
vou me enrolando a mim mesmo

contradição NOTA -
:
c´um caneco
quanto mais bebo
mais seco


Platero
(h)ortografias

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 21 Março 2015, pelas 11:30


Thomas Bakk & Manuel Dias

Vamos comemorar o dia mundial do contador de histórias e o dia mundial das marionetas com mestres destas artes.
--
é neste país!
Rua da Corredoura n.º8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

19 março 2015

Este sábado no Armazém 8, às 22:00h

As grandes músicas dos anos 70, 80 e 90, com muito soul, rock e pop para reviver ou descobrir.

Será desta?...


(Manchete Diário do Sul 18/03/2015)
«O secretário de Estado das Infraestruturas Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, afirmou que a parte portuguesa da linha ferroviária Sines-Madrid, de bitola europeia, deverá estar concluída em 2019, caso seja aprovada pela Comissão Europeia»

Será desta que a obra, há muito anunciada, se concretiza ou é apenas o efeito da proximidade das eleições legislativas?

DEFLAÇÃO - o contrário de INFLAÇÃO

você compra agora um paio de porco preto pelo preço do próprio porco aqui há umas dezenas de anos atrás

eu lembro-me bem disso - um porco inteiro, (inteiro quer dizer, completo) de 7 arrobas, não custava mais de 3 contos, o equivalente agora a 15 euros

o aumento regular de preço dos produtos ganha, grosso modo, o nome de inflação

o contrário disto é quando os preços de produtos e serviços em vez de subirem dão em descer
você, ao fim de uns tempinhos, pelo que pagava por um paio de porco preto passa a poder comprar o próprio porco

assim sucessivamente, até que, para além do porco, pelo preço do paio você pode levar para casa a Salsicharia em peso

DEFLAÇÃO em situação extreme é quando você enche o carrinho de compras no seu Hipermercado, e quando se dirige à CAIXA não é para pagar, como estava habituado - é só para receber dinheiro em troca dos produtos que acondicionou no carrinho para levar para o LAR

em resumo
:
em situação aguda de inflação, você não compra

simplesmente DESCOMPRA

Platero
(h)ortografias

18 março 2015

O Midiota...

Jornadas Veterinárias superam expectativas

As 7as Jornadas do Hospital Veterinário Muralha Évora realizaram-se com sucesso nos dias 6 e 7 de Março, superando todas as expectativas, com lotação esgotada graças à participação de oradores de relevo e de mais de 450 participantes, interessadas em conhecer as novas tendências dos sectores agro-pecuário e equino.

Consolidando-se como um ponto de encontro de relevância nacional, o evento consistiu num conjunto de seminários e workshops, agrupados em dois temas distintos – Ruminantes e Equinos – orientados segundo duas temáticas essenciais; “Enfrentar o futuro da produção pecuária - Desafios e oportunidades” e “Técnicas de reabilitação equina”, respetivamente.

Entre os principais oradores destaque-se o Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, que perante uma audiência atenta falou acerca do futuro da PAC e sobre as novas regras operacionais dos apoios comunitários. Sobre a realização das jornadas, José Diogo Albuquerque declarou tratar-se de “um evento interessante que tem um sector em paralelo, o dos Veterinários, que está ativo neste novo quadro que começa, o que quer dizer que o sector agrícola agrega muita gente”. “As Jornadas têm também o mérito de trazer palestrantes de outros países, o que é muito importante para podermos aprender com eles algumas coisas que não estejamos a fazer bem e também para perceber que algumas coisas estamos a fazer melhor”, acrescentou.
Entre a organização fica a satisfação de quem testemunhou a partilha de informação e a troca de experiências entre investigadores, técnicos e outros profissionais dos sectores.

Jornadas veterinárias trazem novas tecnologias para o Alentejo

Fruto do encontro entre a organização e os especialistas convidados, o Hospital Veterinário Muralha de Évora e a Equimuralha destacam algumas participações, algumas das quais originaram novas parcerias que lhes permitem aumentar ainda mais os seus serviços.

RESPOSTA A AMIGO QUE ENVIA IMAGENS DE METRO DE CASA-BLANCA

:
todos METROPOLITANOS são formas

subterrâneas de OSTENTAÇÃO

- uma pequena parte do está lá enterrado mataria muita FOME à superfície


Platero
(h)ortografias

ROTA DAS IGREJAS: Graça do Divor | 21 Março 2015 | 11:00

17 março 2015

Quantos pobres são necessários para se produzir um rico?

«E eu pergunto aos economistas, políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico?»
Almeida Garret

volto à minha definição minimalista Homem-Mulher

:
HOMEM - excrescência com pequena fenda
MULHER- fenda com pequena excrescência

Platero
(h)ortografias

Pietá...

O cartoon de António, no 'Expresso'

O teatro foi às escolas do distrito de Évora

O Cendrev organizou um circuito pelas escolas do distrito de Évora que contou com a colaboração da Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares/Direcção de Serviços da Região Alentejo e foi patrocinado pelo INALENTEJO.

Esta acção, dirigida aos alunos do 5º ao 8º anos de escolaridade, contou com a apresentação do espectáculo “Antes de Começar” de Almada Negreiros, cujas 38 sessões decorreram em 17 escolas, com a participação de 2.838 alunos e 158 professores. Teve início no dia 2 de Fevereiro em Vila Viçosa, passou por Évora, Borba, Arraiolos, Mora, Redondo, Portel, Montemor-o-Novo, Estremoz, Vendas Novas, Viana do Alentejo, Alandroal e terminou em Mourão no dia 10 de Março, constituindo um excelente exemplo de uma intervenção devidamente articulada por uma estrutura de criação artística, as escolas e instituições com responsabilidades na gestão da educação.

“Antes de Começar” é uma história com coração desenhada pela pena de Almada Negreiros. Dois bonecos ganham vida, encontram-se, conhecem-se, brincam como as crianças, descobrem o coração e crescem. Um poema carregado de afectividade. Uma história que nos mostra como é bom sonhar, interpretada por Maria Marrafa e Jorge Baião, encenada por Rui Nuno, com cenografia e figurinos de Helena Calvet, música de Vitor Ciríaco e iluminação de António Rebocho.

O Teatro é, pela sua natureza, uma actividade profundamente ligada à vida dos Homens e, consequentemente, aos processos de desenvolvimento das sociedades. O Teatro tem cumprido ao longo dos tempos um importante papel na vida das comunidades e a sua função educadora intervém activamente na formação crítica dos cidadãos. O Alentejo é um território rural com uma grande valia cultural que temos obrigação de preservar e dignificar conservando o seu património histórico e a transmissão dos saberes e valores culturais.

16 março 2015

Março Mês da Juventude

RESPOSTA A AMIGA SOBRE POLÍTICO EMINENTE

:
íntegro
honesto

bem arreado

que nem burro com albarda
e com cabresto

em dia de mercado


Platero
(h)ortografias

15 março 2015

Um pensamento para nunca esquecer...

Call for papers

Encontra-se aberto o período de aceitação de propostas de novos artigos para o próximo número da revista científica BOLETIM DO ARQUIVO DISTRITAL DE ÉVORA, a ser publicado em setembro.

Os artigos deverão ser entregues até ao dia 31 de maio de 2015.

Para mais informações poderá consultar:
http://adevr.dglab.gov.pt/noticias/

DO(R)MICÍLIO

de sem-abrigo
não tem porta
nem janela
nem postigo

não tem caixa postal
nem número de polícia
não paga IMI
nem renda

a sua cama
tem um dossel astral

e um colchão de pedra
sobre o qual se estenda

dormícílio
de sem-abrigo
não é castigo

- é prenda

Platero
(h)ortografias

Canções que se tornaram hinos...

14 março 2015

Audição Pública – Municipalizar a Educação, Saúde, Cultura e Apoios Sociais – A Quem Serve?
Universidade de Évora | 20 Março, 17:00

P´RA PULAR - (fresquinho)

de tanto crer que me querias
odiaste-me de vez
- vê lá se não são manias -
agora não queres nem crês

Platero
(h)ortografias

13 março 2015

Biblioteca Pública de Évora até 28 Março

Exposição de trabalhos Cartoon, Comics, Criação de Action Figures e Ilustração de Paulo Gomes, que se encontra a decorrer desde dia 06 de Março até dia 28 de Março de 2015. O Autor estará presente aos Sábados.

J O G O

seis faces são as de um cubo
as mesmas faces que um dado
não me engano nem iludo
já ensaiei já fiz tudo
- sempre caio pró mesmo lado

são os deuses que me lançam
com subtileza e cuidado
- são forças da natureza-
mesmo assim o resultado
jamais constitui surpresa

sempre caio pró mesmo lado

sou um dado com certeza
- dado sim
mas viciado

Platero
(h)ortografias

Com quantos pontos se conta um conto?
é neste país! | 14 Março 2015, pelas 11:30


Trulé
--
é neste país!
Rua da Corredoura nº8, Évora
http://nestepais.wordpress.com/

“Autismo e Atraso de Desenvolvimento – Um estudo de caso”
Biblioteca Pública Évora | 14 Março, pelas 16:00h

12 março 2015

Exposição de Fotografia na Malagueira

Os trabalhos de Beatriz Rocha, Fátima Moreira, Álvaro Corte-Real, Duarte Guerreiro, Joaquim Carrapato, Luís Garcia, Nuno Camelo, Rui Diogo Castela e Telmo Rocha estarão expostos, a partir das 16 horas do dia 14 de março, no edifício da Junta de Freguesia da Malagueira.

Dez anos sem aumento de salários!...

O número de emigrantes portugueses continua a aumentar

Retirado DAQUI.

DIÁLOGO BREVE NA TABACARIA

entrego o meu boletim euromilhões para verificação de resultados

atrás de mim um homem alto, rosto esquálido, tisnado, aparentando os seus 50 anos,
compra 5 raspadinhas

- não fuma?

- deixei de vez há pouco tempo
já me livrei de dois cancros, não estou interessado em ter que lutar contra um terceiro

- dois cancros?

- sim, um na próstata, detetado a tempo, ultrapassado
outro no pâncreas, duas médicas diziam que era apenas uma dor

o meu euromilhões saiu furado

o homem dos 2 cancros pelos vistos também não teve sorte com as suas raspadinhas

"raspou-se" sem dizer palavra

Platero
(h)ortografias

Próximo sábado no Armazém 8

... 25 anos dos amigos do Nico. Uma festa em tons de rock interventivo!

11 março 2015

Arcos da Rua da República vão ser intervencionados
Protocolo assinado entre CME, DRCALEN e Óptica Havaneza

A Câmara Municipal de Évora, a Direção Regional de Cultura do Alentejo e a Óptica Havaneza assinaram esta manhã (11 de março) um protocolo de cooperação com vista à intervenção nos arcos da Rua da República cujos pilares apresentam deficientes condições de conservação, fazendo perigar a integridade física dos cidadãos que aí circulam diariamente.

Neste protocolo, que foi assinado por Carlos Pinto de Sá, Ana Paula Amendoeira e Francisco Bolas, respetivamente, ficou estabelecido que a empresa Óptica Havaneza irá executar física e financeiramente a intervenção de consolidação e promover os estudos necessários à intervenção de conservação global do edifício.

A Câmara Municipal de Évora, por seu turno, compromete-se a aprovar, com a necessária celeridade, o projeto de arquitetura desta intervenção, enquanto a Direção Regional de Cultura do Alentejo irá designar um técnico especialista para elaboração do projeto de arquitetura destinado à consolidação/contenção do conjunto dos arcos e alvenarias da fachada principal da Óptica Havaneza, proceder ao acompanhamento técnico da intervenção de consolidação, obter, nos termos legais e com a necessária celeridade, o parecer favorável da Direção-Geral do Património Cultural relativamente ao projeto a executar e apoiar, dentro das suas atribuições e competências, a Òptica Havaneza nos estudos e projetos destinados à intervenção de conservação global de todo o edifício.

A assinatura deste protocolo de cooperação, que teve lugar no Gabinete do Presidente da CME, reveste-se de uma extrema importância uma vez que é necessária uma intervenção urgente de consolidação do referido pilar e respetivos arcos da fachada principal de modo a garantir-se a sua estabilidade e funcionalidade.


(informação CME)

Nota Mais Évora:
Finalmente, com diálogo e a participação de todos os interessados, foi possível encontrar solução para uma situação degradante que se arrastava há anos e que envergonhava a cidade e os eborenses. Bem hajam aos intervenientes.

Dia da Escola de Ciências Sociais


(Para ler o PROGRAMA clique sobre a imagem)
Sob o mote “Do Alentejo para o Mundo”, comemora-se amanhã, dia 12 de março, na Universidade de Évora o Dia da Escola de Ciências Sociais.

O programa arranca com a tradicional sessão de abertura, seguindo-se uma conferência pelo Prof. João Teixeira Lopes, orador convidado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, dedicada ao tema “Mundos e Fundos”.

A manhã termina com uma discussão sobre “Património e Desenvolvimento, Mundos (I)Materiais”, em que intervêm o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, António Costa Dieb e o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva.

E porque não há festa sem música, a tarde inicia-se com “Honesta Açorda Com Muito Bacalhau Misturado” pelo Grupo Académico Seistetos, no claustro do Colégio do Espírito Santo (CES).

O resto da tarde está reservada para “Mundos Sobrepostos, Diálogos Cruzados”, uma série de sessões paralelas dedicadas a temas como “Economia, História e Desenvolvimento”, “Universidade e Universalidade” e “A Escrita e a Estética”.

O dia termina no claustro do CES com um lanche convívio, logo após a sessão “Os Mundos do Cante, o Cante no Mundo”, em que intervém o Prof. Francisco Martins Ramos e o Grupo Cantares de Évora.

Gás natural: Retroactividade da taxa de ocupação do subsolo gera descontentamento nos consumidores


(Diário do Sul, 11 Março 2015)

VAROUFAKIS

NÃO VAI SER FÁCIL

a uma ovelha
mesmo que atrevida - indefesa

sair incólume
do seio
de uma ALCATEIA

Platero
(h)ortografias

10 março 2015

Concerto Luiz Caracol
Sede do IMAGINÁRIO | Sexta-feira | 13 Março | 22:00

A Cidade vai melhorando e voltando à normalidade...

Câmara Intervém na Mata de S. Sebastião

A Câmara Municipal de Évora iniciou esta manhã uma intervenção na Mata de S. Sebastião com o objetivo de, a média prazo, proceder à requalificação deste espaço, detentor de uma localização extraordinária.

Nesta intervenção, que envolve vários serviços da edilidade, irá proceder-se à retirada do lixo existente, à demolição de construções provisórias, que estão em ruínas, retirada de vegetação morta, corte seletivo de vegetação e eventual plantação de espécies mais adequadas.

A Câmara Municipal de Évora, que teve em linha de conta o perigo que o espaço constituía face a proximidade com um estabelecimento de ensino, está também a demolir as pistas do minigolfe que em tempos estiveram ali instaladas e, entretanto, abandonadas.

(informação CME)

Em reunião pública de 4 de março
Câmara de Évora aprovou alterações ao trânsito na Avenida Batalha do Salado

A Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a alteração da circulação automóvel na Quinta da Vista Alegre, através das seguintes medidas: eliminação do atual condicionamento de trânsito na Av. Batalha do Salado e adoção de novo condicionamento (interdição, de forma permanente a circulação a viaturas pesadas (> 3,5t) nos dois sentidos; reavaliação da nova medida entre 3 a 6 meses; e implementação de medidas, de forma faseada, que visem o ordenamento do trânsito em todo o bairro, induzindo a função distribuidora de trânsito para a Av. Rui Couto em prejuízo da Av. Batalha do Salado.

Esta decisão vem no seguimento da ponderação camarária feita com base na reunião realizada no dia 11 de fevereiro com moradores onde foram debatidas as medidas provisórias adotadas inicialmente para procurar solucionar este processo que se arrasta desde 1997, quando surgiram as primeiras queixas em relação ao ruído provocado pelo trânsito naquela zona da cidade.

Nos assuntos antes da Ordem do Dia, o Vereador Eduardo Luciano deu conhecimento da assinatura de uma carta de parceria entre os Municípios de Évora, Beja e agentes culturais (SOIR Joaquim António de Aguiar, Associação Lendias d’Éncantar e Lua aos Quadradinhos. Esta parceria visa a dinamização do projeto “Vivências do Património – Imaginários ao Sul”, que permitirá fazer circular pelos distritos de Évora, Beja e Portalegre o teatro, o cinema e a música. A parceria envolve a realização dos Festivais FITA, FIKE; Raízes do Som e FESTAE. Tal documento tem como objetivos a criação de um roteiro de eventos culturais no Alentejo; a promoção de uma estratégia de desenvolvimento cultural para a região; potenciar sinergias entre autarquias e agentes culturais; promoção da atividade artística/cultural através de uma rede de espetáculos criados na região, tendo em vista a sua circulação; e apresentação de candidaturas conjuntas.

O Vereador Eduardo Luciano fez também referência à recente publicação, em Diário da República, do Decreto-Lei de reclassificação do Cromeleque dos Almendres como monumento nacional.

Foi dado conhecimento da iniciativa tomada pelo Provedor de Justiça, José de Faria Costa, junto do Tribunal Constitucional acerca da fiscalização abstrata sucessiva da constitucionalidade de duas alíneas do artigo 364º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, designadamente acerca da legitimidade das autarquias celebrarem Acordos Coletivos de Empregador Público. Estes acordos permitem, entre outros aspetos, a fixação das 35 horas laborais, que o Governo tenta impedir.

O Executivo tomou também conhecimento do contrato de parceria estabelecido pelo Município de Évora e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins – STAL, com o objetivo de realizar ações de formação, no âmbito da formação financiada pelo Fundo Social Europeu e dirigida aos trabalhadores da Administração Local.

Mereceu aprovação unânime a atribuição de apoio logístico (incluindo taxa de isenção de ocupação de espaço público) para a realização da Feira Medieval de Évora – edição de 2015, promovida pela Associação Velha Lamparina, que terá lugar de 9 a 12 de abril, na Praça 1º de Maio.

A Câmara tomou ainda conhecimento da comunicação à CIMAC sobre a decisão camarária de aquisição do software de gestão documental Edoclinck15, nos termos previstos na candidatura Modernização AC@2015, a qual visa a qualificação e modernização dos municípios do Alentejo Central. Pretende-se assim dotar o Município de uma ferramenta transversal, que para além de tratar os processos documentais, sirva como uma “fábrica de processos”, que, à medida das necessidades, possa evoluir.

(Informação CME)

GASTRONOMIA

o melhor sabor dos cogumelos
é picante
:
o não sabermos
aquilo que resulta

de comê-los

Platero
(h)ortografias

09 março 2015

Sem cláusula de salvaguarda, IMI pode aumentar até 500%


(Manchete Jornal de Notícias, 9 Março 2015)
Os proprietários vão começar a receber nos próximos dias as notificações para pagar o Imposto Municipal sobre Imóveis. Em 2015 os cerca de cinco milhões de imóveis reavaliados em 2011 e 2012 já não estão abrangidos pela cláusula de salvaguarda que nos últimos dois anos travou o aumento do imposto até um máximo de 75 euros.
Em média, o valor a pagar agora será superior a 35% a 40%, mas há casos em que o aumento poderá chegar aos 500%.

É V O R A - para o que estávamos guardados

:
ESTALEIRO NACIONAL

DE SUCATA HUMANA

Platero
(h)ortografias

Orquestra Clássica do Sul apresenta a lenda de Santo António em mais um Concerto Promenade

Sob o mote d’“Os Santos Lendários”, temática dos Concertos Promenade 2015, a Orquestra Clássica do Sul (OCS) apresenta em março a lenda de Santo António, frade franciscano que dispensa apresentações. As sessões alusivas a este tema acontecem no próximo dia 15 de março em Faro, no Teatro das Figuras (às 12h00) e no Auditório Municipal de Lagoa (às 16h30), e no dia 22 de março na Arena d’Évora (às 17h00), dirigidas pelo Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul, Rui Pinheiro, e apresentadas por Susana Paixão.

Nesta história, miúdos e graúdos poderão conhecer o percurso de Santo António e as suas lições de vida, com muitas emoções à mistura. Esta, tal como as restantes narrações que compõem este ciclo, são musicadas especialmente para este efeito por John Avery, maestro assistente da OCS. O programa inclui, como sempre, uma variedade de peças musicais que completam esta agradável experiência de domingo em família.

Os Concertos Promenade são produzidos pela Orquestra Clássica do Sul e em coprodução em Faro com o Teatro das Figuras, apoiados pelas Câmaras Municipais de Lagoa e Évora e patrocinados pela Caixa Geral de Depósitos.

08 março 2015

Mulher - 2



Canção de sensibilização sobre violência doméstica, assinalando o 25º aniversário da APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima.
Vozes: Aldina Duarte, Ana Bacalhau, Cuca Roseta, Gisela João, Manuela Azevedo, Marta Hugon, Rita Redshoes e Selma Uamusse.

MULHER

CÓPIA de POEMA (?) atribuído a MADRE TERESA DE CALCUTÁ
em cerimónia de celebração de DIA da MULHER na Universidade Sénior de Évora

:
"toda a mulher deve ser amada
no dia-a-dia conquistada
no ser mãe endeusada
na cama desejada
na boca beijada
.........................................
no mundo inteiro respeitada
e sempre que possível... abraçada"

sinceramente, parece arrebatamento muito próximo do profano atribuído à insuspeita alma generosa da freira albanesa


Platero
(h)ortografias

07 março 2015

Amanhã, Dia Internacional da Mulher

Nas bocas do mundo...

Retirado DAQUI.

Escola de Enfermagem da Universidade de Évora comemora 60 anos

A Escola Superior de Enfermagem São João de Deus (ESESJD), unidade orgânica da Universidade de Évora (UE), comemora no próximo dia 09 de março, segunda-feira, os seus 60 anos. As comemorações do Dia da Escola arrancam logo às 09h30, estando patente ao público uma exposição fotográfica dedicada ao tema “60 anos a construir o futuro da Enfermagem”.

O dia começa com uma Mesa Redonda / Conferência submetida ao tema “A Enfermagem no Ensino Universitário”, moderada pelo Diretor da Escola, Professor Manuel Lopes, em que intervêm a Reitora da UE, Professora Ana Costa Freitas, a Reitora da Universidade Católica Portuguesa, Professora Maria da Glória Garcia e o Reitor da Universidade Nova de Lisboa, Professor António Rendas.

A partir das 11h30 decorre um dos momentos mais relevantes do dia, em que vai ser assinado um protocolo com a Universidade Nova de Lisboa, que visa estreitar relações e enquadrar ações de colaboração entre as duas instituições de Ensino Superior. É ainda assinado um protocolo específico de colaboração entre a ESESJD e a NOVA Medical School - Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, que visa definir os termos da colaboração relativos à prossecução de projetos de interesse comum, nomeadamente o projeto inovador “Envelhecer em casa com saúde”.

As comemorações continuam à tarde, com sessões de informação de empresas de recrutamento e a cerimónia de entrega das insígnias aos estudantes finalistas de Enfermagem, havendo ainda lugar à atuação da Tuna da Escola Superior de Enfermagem e outras tunas convidadas.

Programa do Dia da Escola de Enfermagem e mais informações disponíveis em www.esesjd.uevora.pt .

TRAMBIQUEIRO PORTUGA - ÚNICO NO MUNDO

não pactua com demoras

em vez de métodos frauduLENTOS
utiliza em exclusivo os frauduRÁPIDOS

- os chamados TIRO E QUEDA

Platero
(h)ortografias

Programa: 7 a 11 Março